.

.

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Falta alguém


Hoje, na data do meu aniversário
É quando mais sinto falta de você , mãe
Quem sabe, acho,
Eu não sabia
Mas eu comemorava com você esse dia.
Agora que entendo pelo avesso,
você não está mais aqui.
Mãe, fala sério, você podia burlar as leis do céu,
Você que sempre foi do contra
Cantar uma música com jeito de tonta,
um novo tema,
Dar um escorregão aí nos bedéus
e me dar um telefonema.
Mãe, saudade de você!
Que viagem estranha essa que é viver.

Um comentário:

Chris disse...

Puts, puts, puts, puts, muito, muito, muito bonito. Que vontade de chorar...
Um abraço pra vc.


voltar pro céu