.

.

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

A Maior Dor

....
Hoje
A maior dor
de viver

Se resume em:
N
ão ter a clareza
suficiente

P
ara saber

A vida que
quero viver

E
a coragem
subsequente

P
ara deixar
esse desejo

F
lorescer

...
foto: Why be afraid by diamondscan
.

33 comentários:

betina moraes disse...

wal...

nem sei exatamente como você taduz tão bem uma angustia tão efêmera,

mas traduz

e conversando com uma amiga descubro que há mais gente sofrendo exatamente com a mesma queixa dolorosa que você fez aqui do que eu poderia saber. parece que todos nós estamos levando a vida que não é bem a vida que queríamos, mas não sabemos bem qual é a tal vida que queremos e se haveria coragem para tal.

é um momento muito particular, talvez até de toda uma sociedade.

ficou perfeito, muito por se tratar de uma sensação quase impossível de descrever sem que pareça pura e simples insatisfação.


um beijo!

*a foto é linda.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Betina
então
é isso!
Vou te blogar....

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Betina....às vezes olho as pessoas na rua, nas esquinas e penso se elas estão felizes, se elas fazem o que querem ,e mais, se alguém sabe o que é saber o que quer.
Sei lá....mil coisas...rsrsrsr.

alice disse...

mas essa dor é necessária para depois saber dar valor às maravilhas que a vida nos dá...

um beijinho*

betina moraes disse...

wal,

sei como é e acho que realmente ninguém (veja que estatística bombástica!)está confortável dentro da roupa que veste, atualmente.

mas é certamente um fenômeno social e não espiritual. nós estamos estrangulados faz muito tempo por um amontoado de conceitos e dogmas e nem sabemos mais direito quem somos. parece catastrófico mas não é, continuamos fazendo nossas tarefas (as que assumimos como nossas sem mesmo ter certeza de nossa capacidade emocional para tal) e indo em frente.

seu poema arrebentou, sabia?

+ beijos.

Flávia disse...

Olá acbei de descobrir seu Blog ele e tão lindo *-*, amei este post você escreve coisas que tocam as pessoas :), se quiser passar no meu Blog

www.hoteice.blogspot.com

:D SUCESSO

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Alice,
sabe, tem um tempo que ando duvidando dessa equação, que temos que sofrer. Não tenho outra pra colocar no lugar....mas estou aguentando a dúvida.
beijo e obrigada por curtir minhas perguntas e estar sempre pronta pra pensar junto.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Oi Flávia,
que graça o teu blog, e que "fofa" vc foi. Eu escrevo, sinto, é tudo assim, de ser humano pra ser humano. vem...entra!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Betina



Betina



Essa estatística bombástica, vindo de vc, me aquece o coração.
Sinto mesmo esse engessamento, mas burralda e loira, nunca pensei assim em fenômeno social, em sinal de uma era. Egocêntrica...

É, pode ser mesmo. Se eu conseguir mudar esse paradigma, quem sabe, quem sabe eu consiga novos horizontes.

Betina
obrigada, sempre, puxa vida....

Kanauã Kaluanã disse...

Olá, Walkyria

Tinha de arranjar um tempinho para vir te agradecer o comentário, e dizer o mesmo daqui: "que bom que te achei!".

Um espaço de muita personalidade: Original e inteligente! Passo a seguir o blog.

Neste teu poema, já pode se ver o indício de tua força e intensidade.
Sabes, clareza mesmo raramente se tem. No entanto, mergulhar na vida é preciso!

Um beijo.
.
.
.
Katyuscia

Fascinação disse...

Muitas vezes passamos por essas incertezas em nossa vida... " O Ser ou não SEr"...o Querer ou não querer", e por ai vai . MAis Deus nos da a sabedoria para seguirmos o caminho que mais nos deixará feliz.

LIndo seu blog!!

Grande abraço!!

Flávia disse...

Walkyria, a você que é diva ever esse seu Blog é muito mais que perfeito acho que vou viver aqui *-* SHASHAHSJASHAJS
Bem eu recebi outro selo e te indiquei passa lá e pega :D adorei seu geito. Beijos

Eleonora disse...

Cheguei agora por aqui....

...céu aberto....

palavras tocantes..

Será que existe poesia-arte sem dor?
Fernando Pessoa, Florbela Espanca, Frida Kallo; tantos e tantas dores transformadas, metamorfoseadas. Onde estão as obras, os resultados da alegria? Parece que o egoísmo esconde a alegria e apenas quando nos perdemos nos descaminhos da vida sentimos necessidade de compartilhar....

Gerana Damulakis disse...

Acabei a leitura dizendo: é isso mesmo! Uma espécie de angústia inerente a todos nós; aqui, em poema.

Rui da Bica disse...

É verdade Walkyria.
O eterno debate entre a indefinição dum objectivo de vida e a cobarde impaciência na espera para o alcançar !

Beijo.
.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Fascinação
tem verdade nisso, mas minha mãe sempre me dizia: ajuda-te que deus te ajudará.
A gente tem que escolher, saber o que quer, acho...bem, nem tenho mais certeza de nada.
Apenas de que vc é muito bem vinda.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Flávia
acho o máximo quando uma fofa, tão menina, gosta do blog da tia Walll.
bjão, e pego o selinho com muito gosto, logo, logo.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Eleonora
bem vinda, e olha me arrepiou a comparação. Mas veja, eu tbm escrevo na alegria. Compartilho esses sentimentos e sensações do meu ser. Não é o egoísmo que me move, mas a busca de outros corações.
Bem vinda, Eleonora

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Katyuscia
deixa te dizer que li sua postagem ontem de madrugada e só agora posso blogar. Sua frase ficou na mimnha cabeça, de modo muito forte. Sim, eu não havia visto isso, e foi revelador. "no entanto, mergulhar na vida é preciso"

Sim, é mergulhar ou se afogar.

Obrigada, obrigada de verdade.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Gerana
a Betina disse que parece uma doença da nossa época, uma mal da sociedade, e parece mesmo. Isso me nivelou, me deixou menos angustiada. Aí vem a Katyuscia e diz que é preciso mergulhar na vida.
Bem, estou aqui pensando muito em tudo isso.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Puxa Rui
é assim mesmo, e é difícil...mas dividir esta dor me fez mais feliz. Obrigada amigo!

Anacleto. disse...

vas a conseguir que aprenda portugués,jejje!!
Tus imágenes y tus letras son muy sensuales...buen blog!!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Anacleto
que graça, obrigada viu!

Rui da Bica disse...

Ainda outra coisa importante, Walkyria (desculpa repetir):

O "desafio" está em sermos felizes mesmo durante o tempo necessário para "essa busca" e não, ser feliz apenas quando obtido o objectivo.
O prazer tem que estar no percurso e não só na "concretização".
;))
Beijão
.

A Mina do cara! disse...

Adriana é uma amiga minha.

"Só digo que: a mina do cara é gostosa!"
parece que temos algo em comum...

um beijo

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Ah Rui,
agora vc disse tudo.

O prazer e a alegria não podem depender do exterior. Tem que estar dentro da gente. É o caminho, a vida.....


Meu amigo, obrigada por voltar pra compartilhar seu coração comigo. Vale muito mesmo!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Cara da Mina
Mina do Cara

Temos muitas coisas em comum!

E a galinha do vizinho......

Sylvio de Alencar. disse...

Somos irmãos nessa dor, que parece ser crônica. Pelo menos até agora.
Bonita maneira de colocar o sentimento.

Creio ser um fenômeno social 'e', espiritual. a diferença é que: uns sentem, outros não.

Abraçs.
Seja bem vinda.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Sylvio, verdade, somos irmãos tbm nessa dor. E de novo, verdade. Uns sentem, outros não

Hana disse...

Adorei seu cantinho, vou vir sempe que puder.
venha conhecer meu cantinho da harmonia.
Com carinho Hana

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Oi Hana, que bom que vc veio e gostou. Irei te conhecer logo mais!

Paula disse...

Putz...que lindo...como consegue traduzir a essência dos dias de hoje em palavras coordenadas?

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Paula,
e como vc consegue me entender tão bem?
Sofremos todos desse mal.
Obrigada pela leitura.


voltar pro céu