.

.

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Every Breath You Take

.

.

Certa vez ouvi no rádio uma entrevista do Sting, onde ele era questionado sobre seu casamento. Como era possível ficar tantos anos com a mesma mulher, sabidamente não trai-la, e ainda amá-la? Ele disse que o amor na vida deles foi assim: começou com Every Breath You Take, e depois evoluiu pra If You Love Somebody Set Them Free. Bom, eu já adorava o Sting, nesse momento ele me ganhou pra sempre. Adoro as baladas do moço.

Tive uma amiga muito querida, que jurava que o Sting era o homem da vida dela. Então ele entrou na minha vida de cabeça. Era Sting no almoço e no jantar. A gente sabia todo passo que ele dava, toda e qualquer declaração, cada foto e cada nova canção. Meio maluco, mas parecia que era normal na época, eu acho, sei lá. Quando ele veio pro Brasil, pasmem, ela era a chefe da equipe de produção e tradutora oficial. Teve chance de estar com ele uma semana inteira, bem próxima mesmo, e curtiu à beça. Então eu perguntei, e aí? Bom mas essa é outra história.

.

Nenhum comentário:


voltar pro céu