.

.

sábado, 31 de janeiro de 2009

Balada das mamis

Meu Deus, será que "mãe" é tudo igual mesmo?

Mãe boa, mãe ruim, era um tema que o Gasparetto conversava em seu programa na Rádio Mundial (quarta-feira, 10h). Ele dizia que o inferno estava cheio de mãe boa, aquelas que deixavam tudo, as que não tinham força nem disposição de manter ordem, disciplina e ritmo. Que mãe ruim estava no céu. Era aquela mãe que ficava atrás, que dizia "não", que cobrava postura, responsabilidade e respeito. É fácil ser mãe boa, deixar o filho fazer tudo que deseja, largar mão. Difícil é ser mãe ruim, desligar a televisão, aguentar cara amarrada, ficar acordada enquanto o filho não chega, cobrar lições-de-casa, ir à reuniões de escola, inventar recreações saudáveis ao invés de comprar um vídeo, viajar para lugares que possam interessar aos filhos, fazer comida bonita, artística pra negaiada comer...ufa. Então, vamos ver o vídeo.

dica de amigo - SérgioTegon

.

Nenhum comentário:


voltar pro céu