.

.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Eu me penso

.
Eu me penso mulher
Eu me penso menina,
Grande, pequenina.

Eu me penso feia
Eu me penso bonita,
Querida, preterida.

Eu me penso burra
Eu me penso inteligente,
Atrapalhada, coerente.

Eu me penso
Eu me costuro
Eu me retalho
Eu me embaralho.

Na hora de dar as cartas
Qual delas eu sou?

Na hora de dar as caras
Qual delas eu dou?
.

16 comentários:

Luciano Braz disse...

que enigma hein?
e agora? o que fazer?
como posso perguntar as pessoas quem elas são se nem mesmo congigo me compreender?

Show de bola seu poema ...
belissimo espaço.

Abraço

Daniel disse...

Muito legal essa nossa dúvida.
No fundo no fundo somos todos muito parecidos.
Beijo

Moacy Cirne disse...

Oi,
Grato por "seguir" o Balaio. Numa primeira leitura, tive uma boa impresão do seu blogue. Voltarei.

Um abraço.

sam rock disse...

Todos dudamos, pero eso es señal de que tenemos sentimientos. No somos piedras.

Un abrazo

Stella Tavares disse...

De uma linda sonoridade que se encaixa também em forma e sentido. Belíssima construção de palavras, significados e sentimentos. Adorei!!!
Bjs

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Luciano, nem me fale, vivo esse drama direto. Quando olho no espelho, nunca sei quem sou. E o mundo, é um grande espelho.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Sabe Daniel, eu acho que a gente é tudo igual, e qual e tal. Pode crê!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Opa Moacy, gosto muito do balaio.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Sam, adoro teus comentários, mostram sua sensibilidade e garra pra saber o que passa na cabeça dos outros.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Poxa Stella, que elogio mais bacana heim! Obrigada, e bem-vinda de volta. Fazia tempo que não te via por aqui. Eu sei, eu sei, nem sempre a gente tem tempo de comentar. beijão

Lethéia disse...

Eu tbm me penso..é ate agora conclusão nenhuma..rsrs ainda bem !! Ameio o CÉU ABERTO!!! bye

ummardesonhos disse...

lindo seu poema.. perguntas que eu não soube responder.. parabéns..beijos

Sylvio de Alencar. disse...

Uma graça de poema. Muita poesia nessas palavras...
A muito tempo deveria estar fazendo isso, para poder chegar aonde vc chegou (é gostoso poder se expressar dessa forma). Na verdade, deve ser questão de abertura, e desenvolver um 'pensamento poético'. Vc concorda?

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Lethéia, quanto mais eu penso, mais burra fico!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Não sei Sylvio, todo pensamento pode ser poético, a gente é que decide o que fica bem e bonito...sei lá. Mas quanto a se perguntar quem somos, isso tem que ser constante.

Sylvio de Alencar. disse...

Isso já tinha me passado pela cabeça: pensar poéticamente.
Vc tem razão...!


voltar pro céu