.

.

sábado, 5 de setembro de 2009

Terra Prometida


.
Em épocas de crise,
não podemos nos tornar vítimas
de algum inimigo invisível
instalado no imenso exterior
de nós mesmos.

Nesses momentos
temos que nos tornar soldados prontos à luta,
à defesa desse território tão amado,
dessa terra prometida e dada a nós:
a nossa própria vida.



7 comentários:

holden disse...

un caro saluto,
ciao

Sylvio de Alencar. disse...

A gente 'vamos' ficando 'bravos'. Quer dizer, achamos que vamos ficando, que brigaremos... Na verdade, quem não gostar se destruirá por si mesma. Nós continuaremos, aqui, lá, ou aculá.
(Sei lá..., acho que ando meio metafísico. Vou dar um brequezinho). Rs

Sylvio de Alencar. disse...

Hummm... Num sei como funciona: tenho que convidá-la a dar uma olhadinha no bloguesito que inauguré? Ou espero atenciosa e educadamente que vc apareça por lá por conta própria?
(Acho que vou dar uma olhadinha no livro da Danuza... Rêrêrê!!!!!!)

Walkyria Suleiman disse...

Holden gracias por tua visita!

Walkyria Suleiman disse...

Sylvio, my love e bródah, que tal se vc mandasse o,endereço? É um começo heim? rsrsrs

Nydia Bonetti disse...

adorei isto walkiria. o território é nosso e cabe a nós defendê-lo.
abraços.

Walkyria Suleiman disse...

É isso Nydia. Há um certo alívio saber que somos nosso príncipe e princesa!


voltar pro céu