.

.

terça-feira, 19 de maio de 2009

A saga da senha


E afinal chegou a terça-feira, dia de Marte, bom para ganhar uma discussão, isso se você não estiver diante de uma máquina que diz, de todas as maneiras possíveis, que a sua senha não está correta.

Esta manhã, quando a senha não batia mesmo, eu me esqueci repentinamente de todas as minhas senhas, de todos os números de telefone, Rgs, Cics, por um breve momento, esqueci até mesmo do meu nome.

Pudera, hoje a gente tem senha pra conta bancária na agência, senha pra conta no caixa eletrônico, senha pro telefone, senha pra Net. Ok, mas não fica por aí, era fácil esse tempo né? Agora a gente tem a senha da senha, a frase da senha da senha, e a senha da senha da senha, que pode vir em um cartãozinho ou numa geringoncinha que parece o desenhinho de um olho.

Não aguento mais! Tenho a sensação de que abro a geladeira e... senha. Chamo o elevador e.... senha. Quero telefonar e.... o telefone pede senha.

Pelo amor de Deus, vou pegar uma senha e pedir pra sair dessa loucura alfanumérica em que minha vida se transformou.

Nenhum comentário:


voltar pro céu