.

.

sexta-feira, 1 de maio de 2009

Xoxota, essa desconhecida

Marcelo Tas, há mil anos, produz divertimento e cultura e me faz rir de montão. Aquela risada que a piada nunca perde a graça, sabe cumé? Aí vai mais uma investigação de "ponta" do rapaz.
.
.
video
.

3 comentários:

ઇ‍ઉ mell® ઇ‍ઉ disse...

Querida Wall

Muito boa mesmo essa repostagem do Marcelo.
Exatamente a nossa realidade!

Certa vez um gineco deu uma palestra e fez um comentario sobre uma paciente da qual ele anotava dados (1ª menstruação, gestações, abortos, etc) e perguntou quantas relações ela tinha em média por semana.
- Hã?
- Relações sexuais com o seu marido.
- Quê doutor?
- Quantas vezes em média a senhora tem relações com seu marido?
- Ah! O senhor quer saber quando ele "me usa"?

Não é piada!

Triste realidade... Você acha que ela se conhecia? Só era usada...

Beijos

Nancy

zé márcio disse...

Olá Wal, o segundo vídeo não está disponível, pelo menos no meu pc, mas como não tinha visto o 1ª, já valeu.
Comentando, se é que precisa, plagiando uma música que não me lembro o nome e nem o autor: o que vc faria se não tivesse ninguém ti observando?
Quanta coisa fazemos né. Só não fazemos em público por motivos óbvios.
É a nossa (?) sociedade com os seus pudores e medos e cada dia mais se protegendo da realidade, se enganando e querendo ver outras coisas que não a verdade escondida em cada um. Os puritanos e moralistas são hipócritas e só veem o que acham que é certo e etc e tal.
Mulheres! se libertem...
Libertas quae sera tamem...
sejam felizes e dane-se o mundo.
abs.

Walkyria Suleiman disse...

Zé, aqui tá tudo disponível...mas vc não é o primeiro homem leitor que reclama de não ver a xoxota. Quem sabe ela parece com o tempo?
Zé, a nossa(?) sociedade é assim né? Parece um organismo à parte quando nós a citamos em prosa e verso. E nós, somos o quê? É preciso mesmo se libertar, destas e de outras amarras. E é preciso saber o quê vai enfrentar em termos de discriminação. Mas sabe, tem um lado divertido, né não?


voltar pro céu