.

.

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Como é que funciona esse treco chamado vida?


Bueno, ainda estou fora de casa. Ontem a Daniela me ligou preocupada, mas com medo de atrapalhar. Afinal, eu fui pra Barretos, fui pro concentrado na Vila, e desapareci. Minha amiga, apreensiva mas com medo de estar sendo encherida, a linda, a Daniela....

Hoje ligo pro Daniel e ele diz que tem um recado louco na Secreta Eletrônica. Uma mulher ligou e disse assim; "Oi Walll, tô sabendo que você está de férias, mas estou ligando pra dizer que apóio tudo que você estiver fazendo". Lúcia, aluna de Lian Gong, por puro capricho do destino. Era assim que eu iria conhecer uma das pessoas mais fortes e positivas da minha vida.

Tô no galinheiro pensando nisso tudo e em muito mais que nem comento, toca o celular... "ah, vou ver quem é, vai....." Era a Elôca, lógico que eu atendi: "Walll, tô ligando pra dizer como você é importante na minha vida".

Gente, sendo a peste que sou, como é possível ter essas pessoas que gostam desse tanto de mim? Mistério insondável.

Aí penso assim, meio sem certeza, meio sem chão e asfixiada. Será que um dia a gente vai entender, aceitar, perceber, realizar, se mancar, do quanto somos amados? E, em sendo assim, será que um dia conseguiremos dar todo esse amor que recebemos ininterruptamente das pessoas? Do mundo? Da Terra?
Ai.... só suspirando....

Essa foto que está embelezando meu blog, é um desenho que a Nanako fez pra mim. É muito lindo, delicado e leve, do jeitinho que a Nanako é. A plantinha, esqueci o nome e não vou sair agora pra perguntar, porque mais importante que o nome, é a carinha dela.... né não?

Tá lá na cabeceira da minha cama, dormindo comigo, e viajando pelos astros quando adormeço.

Isso aí, gente fina, sem tirar nem por. Do tamanho des-exato.
.

8 comentários:

Jéssica a Maior disse...

Eh viu a vida eh delicada msmo, mas pq o espanto de tanta gente te amar assim isso so mostra que vc eh importante, independente de ser peste ou não..rsrs!

A plantinha mto linda, meiga e delicada....mto bom seu texto!!!!

Bjos, secuida!

Walkyria Suleiman disse...

Jéssica, sei lá, me aliviou o seu comentário. Verdade, a pestice não importa tanto... quem sabe eu nem precise mudar. bjão, obrigada, obrigada.

zé márcio disse...

Ei wall, beleza, to morrendo de inveja hehe, mas estou me programando tbém pra fazer essa viagem. abs e fique aí enquanto estiver aí. bj.

Walkyria Suleiman disse...

Zé, tá duro segurar meus "comigos de mim" comigo.

sam rock disse...

Vostede ten a ventura de ser amada por moita xente, o cal me imaxino a reconfortará co mundo e os seus habitantes. Lindo cadro que acompaña os seus viaxes cando está nos brazos de Morfeo.

Unha aperta

Ligia disse...

O fato de ser peste não vai impedir que cative as pessoas, assim como o fato de ser bonzinho não vai assegurar que cative as pessoas.
É fato que quem mais atrai é quem não faz esforço pra ser bonzinho.
Explicação pra isso pode fazer sentido só quando a gente parar de atrair as pessoas, ainda sendo pestes. Mas é pouco provável que isso aconteça.

Beijo.

Walkyria Suleiman disse...

Sam, o quadro foi uma amiga japonesa que pintou, ela mesma, a Nanako. E penso que estmos uns para os outros neste mundo. Hoje, me escrevendo, você me deu algo. Obrigada.

Walkyria Suleiman disse...

Ligia, tenho a impressão que vc é uma peste....fala sério...hehehe. Amiga peste!


voltar pro céu