.

.

domingo, 23 de agosto de 2009

Vai que é Blog, van premiére

.
Pois é, vou inaugurar mais um tipo de postagem, a do blog da semana, ou do mês, ou do dia, não sei ao certo. Isso vai depender de muitos fatores, a começar pelo speedy, passando pelo tempo de ler algo aqui na net, finalizando pela cotação da bolsa de Montenegro.

Não que eu tenha bom gosto, ou que seja uma esperta em algum assunto. Pelo contrário, sou uma simples mortal, muito mais pra mortal do que pra simples.
Explico: meus amigos roqueiros não se conformam que eu goste do Cat Stevens. Por sua vez, meus amigos que adoram o Cat, não entendem eu gostar do Elton John.

Meus amigos antroposóficos, acham lamentável eu apreciar o Yamaguishismo, postura desprovida de fundo espiritualista. Por sua vez, meus amigos Yamaguishistas, duvidam muito das minhas crenças, tipo em seres elementais, demônios e tudo o mais.

Minhas amigas distintas, acham uma excentricidade da minha parte, conviver com amigos idealistas, filosóficos e pobres. Já os idealistas acreditam que minhas amizades chiques são o lado negro da minha força.

Meus amigos cinéfilos, querem morrer quando digo que um de meus filmes prediletos é "Encantada" e, na contra partida, tem gente que não se conforma que eu assista Lost.

É uma coisa isso, todos achando algo, e eu, ou engano muito bem, ou gosto mesmo de tudo um pouco. Não sei, nunca pensei nisso. Sei que desde pequena causo esse tumulto. Eu fazia balé clássico e era da seleção de volei do colégio. Ia à missa e queria ser hippie e ter um filho chamado Jesus. Não o Cristo, lógico, o Suleiman mesmo, que era outra encrenca, visto que meu sobrenome é persa-islâmico-otomano. (aí mano bró)


Mas olha, essa mistura me deu muita alegria e muita variedade. Que no final das contas, contabilizo como liberdade.

Com tudo isso, eu sou meio que como aquela música do Djavan: seu eu tivesse mais alma pra dar, eu daria, isso pra mim é viver.


Mas vai daí que indico o meu primeiro blog, hui, que chique e brega ao mesmo tempo.
http://papagaiomudo.blogspot.com/

O blog é visualmente instigante, ele fala do coração, com propriedade e sem amarras. Se eu concordo? Ah isso não entra aqui, não sou juíza de valores nem nada. Mas gosto de ler as palavras desse papagaio mudo.
.

7 comentários:

Gisele Freire disse...

Oi Walkyria!
O Papagaio é o cara, ele sabe muito, sou fã!
bjs e bom domingo ;)
Gi

Liège disse...

Oi, Walkyria. Muito obrigada!
As etiquetas muitas vezes empobrecem e limitam as almas. Também gosto da liberdade de aproveitar o que me parecer melhor de cada coisa. E, se isso não agradar aos "etiquetados", paciência.
Bacana o blog do Papagaio!
Beijos e bom domingo.

Walkyria Suleiman disse...

Gisele, esse papagaio é bom de fala mesmo.
ótima semana procê.

Walkyria Suleiman disse...

Liége, tenho grande alegria de topar com coisas bacanas e sinceras. Tipo seu blog. A gente tenta se normal.... mas de perto, como dizia Caetano, ninguém é normal.

Papagaio Mudo disse...

Walkyria,

uma alegria e uma honra que os seus diletos leitores me conheçam. Obrigado pelas palavras carinhosas e pela indicação!
Abraço forte,

Gustavo

Sylvio. disse...

Aahahaha!!!!!!!!! Não tem como não rir gostosamente ao reconhecer uma alma 'deslocadamente' tão bem colocada! O que alegra é vc ter conciência de sua posição em meio a opniões tão díspares. No fundo, é disso que gostamos em vc!

Walkyria Suleiman disse...

Sylvio, meu cabo eleitoral...obrigada por me entender tão bem.


voltar pro céu