.

.

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

A vida resumida a duas perguntas

.
Olha só o que a Gaby maluquetes me manda agora, agora que já tive filho, gato, cachorro e papagaio......

A vida se resume em duas perguntas:
Devo ter um cachorro?

Ou devo ter filhos?

.

13 comentários:

Elinha disse...

Carambaaaaaaaa
vendo desta forma é realmente uma pergunta difícil!!!
rsrsrsrsrsrsrsrsrs


xerooooo

Walkyria Suleiman disse...

Então Elinha, por isso que a vida não se resume a perguntas, só nas piadas, ou pros autoritários, né?

Wanderley Elian Lima disse...

Eu prefiro os cachorros gastam menos e não choram a noite.
Bjs

Walkyria Suleiman disse...

Ah Wanderley, eu já tive cachorro que chorava o dia todo e filho que não chorava. Tive cachorro que gastava nada, nem veterinários meus cachorros iam, nenhum dos mais de 10 que tive. Vacina, ração, nunca fiz nada disso e eles eram super saudáveis. Em compensação, meus filhos gastaram sim, mas nada fora do normal, tudo nos conformes. Agora, pensando bem, eu não abriria mão dos filhos, muito menos dos cachorros. Eu tenho um lindo, chama Meu Preto. Bem, falei demais.

Roberto Ney disse...

poe enquanto estou optando por não ter nenhum dos dois, hehehehhehe!
mas como sou alérgico a cachorros, devo ficar com os filhos mesmo... mas daqui há beaucoup de temps...

Mundo Mundaca disse...

Filho Já tenho um..que amo e que tornou-se um homen maravilhoso...mas não teria mais!Agora cachorro..gato..não consigo viver sem!!!!!

Walkyria Suleiman disse...

Roberto, que coisa triste ser alérgico a cachorros....
Fui no teu blog e gostei das biografias.

Walkyria Suleiman disse...

Yasmin, tbm não sei viver sem animais. Eles me acalmam e me indicam caminhos.

Kotta disse...

Fotos lindas e engraçadas. Mas tive filhos tenho quatro gatas e uma cadela, sorte minha que nunca me aconteceu uma destas. Bjo

Walkyria Suleiman disse...

Koatta, eu tive histórias bem engraçadas, filhos e animais dão essa alegria. Mas uma dessas aí, graças que não aconteceu. Mesmo pq só uma mãe louca is deixar lata de tinta na sala, com dois pimpolhos soltos. bjão procê

J. Araújo disse...

Walkyria, as duas perguntas são difíceis. Mas fico com a segunda apesar de todos os riscos.

Bjss

Walkyria Suleiman disse...

J. Araújo, deixa eu te dizer, que mantidas as proporções jurídicas e legais que diferem um filho de um animal ou de uma planta, eu considero que tê-los, envolve o mesmo cuidado e carinho. Cada qual requer nosso tempo, disposição e atenção. Naõ xiste "hoje não quero, hoje não posso, hoje tô doente", se vc tem um filho, um animal ou uma planta, tem que alimentar, dar uma olhada pra ver como anda, conversar, se interessar.... Enfim, ninguém é obrigado a ter nenhum dos 3, mas se assim optar, tem que saber das restrições e das responsabilidades, por assim dizer, dessa escolha. Num acha?

Sylvio. disse...

Acabamos ficando com os dois.


voltar pro céu