.

.

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Dia Mundial sem Carro





Dia mundial sem carro.... que porra é essa?

Será uma brincadeira com as bilhões
de pessoas, no mundo todo, que não possuem carros e que, têm que amargar em filas, para ir trabalhar, passear e, o pior, ir ao médico, ao hospital, ao pronto-socorro?

Hum... se é então, minha sincera compaixão, quase me desculpando por eu possuir carro, por poder ir e vir nessas cidades construídas para quem tem carro.

Porque em outras epócas da nossa história, as ruas eram pensadas para pedestres, ou liteiras, por exemplo. Mais tarde, para bigas e cavaleiros. Agora, as avenidas são para os donos da cidade, os automóveis.

Bem, mas vai daí que o SérgioTegon, me mandou essa propaganda - bem a calhar, gentefina - do um veículo deveras maneiro, pequeno, quase singelo. Reparem na trilha sonora, que primor do marketing.

Bem, à todos que tiveram que amargar em conduções, hoje e sempre, meu reconhecimento. Que na verdade, não significa nada, apenas mais um post pro meu blog, essa que é a verdade. Mas que sinto muita pena das pessoas esperando condução depois de um dia todo de trabalho.... ah, eu sinto sim.


video
.

9 comentários:

Autocinetrip disse...

trabalho com carro 24rs, porque sou piloto de teste de uma montadora.
amo carros e amo mais ainda a minha profissão.
tenho a plena conciencia que o carro polui muito, mas infelizmente ele é um mal necessario.
enquanto a industria do petroleo existir, sera dificil termos carros ecologicamente corretos.

flávia disse...

Não é uma pena que não possamos usar uma bike por exemplo para trabalhar?aqui em Sampa,fatalmente eu seria atropelada,ou assaltada.
bjs

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Michael, que barato, sabe que eu pensei em ser pilota? Adoro meu carro, adoro dirigir, adoro uma estrada, enfim, sou uma poluidora alegre. Afinal, nascemos começamos a poluir. É fato.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Flávia, eu tenho uma amiga, a Elô, que mora na vila Madalena. Ela vai de bike até o trem na marginal. Pega o trem pra trabalhar lá na Berrine. Depois volta à noite, pega a bike, no meio do maior trânsito e volta pra Pinheiros. Corajosa né? Eu tbm tenho medo de andar em sampa, até à pé dá medo.

Marius Morar disse...

De ter escolhido melhor imagem! Bom texto.

Vanessa David Justo disse...

Olá! adorei sua visita! Obrigada pelo comentário!
Seus textos são muito bons... Parabéns!

Explixa!!! Fiquei curiosa! rsrs Amélie Poulain?

Um abraço grande!

Sylvio de Alencar. disse...

Não tenha pena de quem não tem condução própria, é besteira: eles estão felizes! Podes crer!
Não existe maior felicidade do que, cansado, com fome, aparecer aquele busão, entupido, que te salvará daquele ponto de ônibus, daquela chuva, daquele sol...
Eu, quando de carro, olho pro povo no ponto, e agradeço ao Senhor. Mas, se tiver no ponto, agradeço do mesmo jeito.


Ahhh Wall, que lindo aquele comercial... A música, chic!
Mas, no geral, acho que o cara não durava 2 minutos em SP.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Marius, vindo de um fotógrafo como vc, é um elogio. Mas a foto não é minha vc sabe, né?

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Ah, Sylvio, vou dizer...eu tbm não teria coragem de andar naquele bichinho....nem à pé eu ando com coragem em sampa.

E quanto à pena, num certo sentido, vc tem razão. Mas querido, nem todos têm esse fogo no rabo que vc tem.


voltar pro céu