.

.

sábado, 12 de junho de 2010

Esse Amor

.
proMárioConti
Amor que densamente ecoa em meu peito
Que lentamente me toma
Que foi tecido com as cores da manhã.

Penso às vezes se é forasteiro
Mas o certo é que invade.

Talvez quem saiba
E é quase certo
Que tenha entrado e gostado
E se instalado no aconchego
Do meu carinho farto.

Guardado como tesouro pirata
Como a boneca mais cobiçada
Como o sonho mais acalentado.

Esse amor inextinguível
Ás vezes me olha com olhar de dono
Pra depois me acarinhar
E comigo dormir
no infinito do outro jeito.

Longe
Bem longe
Onde os motores
não sabem caminhar.
.

13 comentários:

Ana B. disse...

Adorei a forma como descreveu.
Está lindo.

Infelizmente no momento é apenas isso que posso dizer, estou muito iludida quanto ao quesito " amor ", haha.

Vou passar aqui mais vezes. Beijo :*

Gisele Freire disse...

Wal
ai, ai, o amor!
Caramba, como é bom amar!
Lindo teu texto!
bjs
Bom fim de semana!
Gi

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Ana querida, é só encontrar um novo amor, que a gente esquece tudo. Né? Assim é o ser humano: precisa esquecer a dor, o aprendizado, os processos chatos, pra poder tocar em frente. Vou te contar um segredinho: o Mário, pra quem fiz esse poema, foi meu 1º namorado. Eu tinha 14 aninhos. Depois dele, senti tudinho isso de novo umas 7452093857198 vezes.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Gisele, ou vc tá apixonada, ou está prestes - disse a ptonisa Walkyria - olhando para tela brilhante de seu PC especial. hahahah

Brigada por vir aqui, compartilhar comigo, minhas pequeninas coisitas.

Gisele Freire disse...

Wal
Eu não estou prestes, estou absolutamente apaixonada ! :)
bjs amiga querida
Gi

Sylvio de Alencar. disse...

Ééé...
Poema de apaixonada. Claro que fico feliz por alguém que, além de gostar, faz um poema desse. Além de tambem admirar, agora (em provecta idade), me sinto capaz de escrever algo assim, poéticamente..., antes eu era emoção e solidão, e razão. Solidão no 'bom' sentido, né.
Que coisa!.... Uma menina de 14 anos colocar dessa forma seus sentimentos para o mundo...!
Sorte do Mario! Não deixa de ser sorte do Mario!

Almerinda disse...

Olá, Walkyria!

Bom dia! Linda e doce, tua poesia!!! Ah, o amor...rs

Forte abraço!

Gilson disse...

Oi Wall, já estava com saudades de suas visitas por lá. Eu acredito piamente que os blogs tem esse poder sim de gerar conhecimento e amizades.

Abraços

Gilson disse...

Wall, não resisti, seu comentário fes minha mente borbulhar em pensamentos e assim nasceu o post de hoje, "Pensando com Walkiria".
Passa lá, critique, comente e etc.

Bom Domingo.

betina moraes disse...

"Esse amor inextinguível
Ás vezes me olha com olhar de dono
Pra depois me acarinhar
E comigo dormir
no infinito do outro jeito.

Longe
Bem longe
Onde os motores
não sabem caminhar."



P.Q.P!!!!!

belíssimo!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

BB
acho que isso acontece com vc e seu amor....acertei?

betina moraes disse...

acertou! na mosca, ou melhor, no coração...

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

BB
espanta essas moscas.....


voltar pro céu