.

.

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Faça o mapa da sua mente


Por Época NEGÓCIOS Online

"O médico e pensador indiano Deepak Chopra, em sua última visita a São Paulo, apresentou sua nova ferramenta: o mapa da mente. Trata-se de uma representação gráfica de diferentes aspectos pessoais, que possibilitam organizar a vida concentrando as atenções no que é realmente essencial para cada pessoa.

Para ajudá-lo a construir seu próprio mapa da mente, criamos um tutorial que mostra a criação de um mind map passo-a-passo. Interessado em criar o seu? "


Cumé? Interessado? Clikaí na imagem do bofe, que será redirecionado para o site do teste, - ficou mais fácil assim. E, além disso, já vou avisando que a gente vai ouvindo a voz da Mirna Grzich e, a mente, dispara respondendo.

Porque a mente, gentefina, é assim, um canhão de respostas, links e sinapses, e não poderia ser de outra forma. Controlar essa bateria é que são elas. Porque disparar, é da fisiologia da mente.

Mas entonces, a mente vai ligeirinha como um cometa respondendo e se perdendo no emaranhado de respostas e amplas possibilidades que a danada da liberdade permite. Tudo muito bem recheado de memórias e fatos, e tudo muito bem desligado do coração.

Aí, me toquei e calei a boca da mente. Mas confesso, não criei tempo ainda pro teste. Meda? Pode ser, porque quando a gente consegue pontuar os desejos e vontades, sei lá, a gente olha praquiloe pensa, "puxa será que é isso mesmo que eu quero?".

Claro que isso acontece comigo, uma simples mortal, nada evoluída e ainda por cima, corinthiana. Pode parecer que não tem nada a ver, e talvez não tenha mesmo, mas assim, de chofre, na lata, encontro apenas essa discrepância momentânea em minha personalidade. Entrementes (e dentrementes), dou uma chance aos sãopaulinos e palmeirenses, de fazer aquele ar superior...rsrsrs.

Boa sorte gentefina. Depois vocês me contam qual o nível de certeza que os seus pretensos desejos possuem.

10 comentários:

Lydia disse...

É interessante...

Anaah disse...

que louco isso de mapa da mente o.O rs.
beeijo

cirandeira disse...

Olá Walkyria. Só agora tive um tempinho pra passar por aqui.
Teu blog é uma verdadeira revista, recheada de notícias inusitadas, interessantes e muita irreverência.
Gosto disso.Nos leva a refletir um pouco mais.E a lateral do blog tá cheia de pérolas! Parabéns pelo trabalho...
Apareça "lá em casa" que tem uma pérola muita especial por lá!
Bjs

Walkyria Suleiman disse...

Lydia, bastante né? Não sei se é certo, se reflete mesmo a nossa mente, mas veja, dá um certo trabalho localizar tudo.

Walkyria Suleiman disse...

Anaah, bem louco...o pior é que quando vejo tudo escrito, duvido do que quero.

Walkyria Suleiman disse...

Cirandeira...me emociona, gente como vc, tão generosa. Gostei muito do teu blog, resgatando poesia perdida na memória, no cotidiano, e de gente perdida no tempo, tipo a Jacinta.

Pedaços de Tempo disse...

Olá Walkyria,

Quando poderes envia-me o endereço do teu email para o meu: carlosribeiro.photos@gmail.com

Obrigado,
CR/de
www.carlosribeiro-photos.blogspot.com

Sylvio de Alencar. disse...

Normalmente faço testes (quer dizer: meio normalmente), por curiosidade. Uma boa parte deles acertam, uns na mosca. Fico impressionado (como fiquei com meu perfil astrológico), e depois meio que me esqueço... Porque? Simples, gente fina, brodinha considerada: a vida não pára né? a mente também não. Aparecem outras coisas que faz ela embarcar, e lá vamos nós em mais uma viagem..., que na minha opnião, enche um pouco o saco! Então, estou procurando um meio de minha mente aproveitar mais as coisas, e isso, parece, acontece quando ela está... hummm..., quieta, receptiva, lisa, silenciosa. Parece que aí, ela se expande, engloba, se aprofunda. Mas..., isso, é meditação! Não é?

Bem, vou fazer o bendito, amanhã. Mais uma vez concordarei com o resultado, caso ele (o teste), seja bom (e deve ser).

Walkyria Suleiman disse...

Mas Sylvio, a mente pode ser comparada a um estômago. Vc enche, digere, expele.....esvazia. Aí enche de novo e assim vai. Mas a gente, putaquepariu, fica enchendo a mente de merda, que não é nem o lugar certo para isso. Então, dá no que dá.

Sylvio de Alencar. disse...

Hummmm..... Éééé...... "Enchendo ela de merda"..... É uma afirmação a se considerar... Se faço isso, então dá para parar. Ou diminuir. Vamos ver. Valeu querida!


voltar pro céu