.

.

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Ocean Child

.
Sean Lennon, filho dele gente fina, e Kemp Muhl, a namorada, foram fotografados por Terry Richardson para a revista Purple.

Ele copia aqui a histórica foto de seus pais, feita por Annie Leibovitz em 1981 para a revista Rolling Stone americana. Na época tinha muito sentido, a busca do amor, da paz, do feminino. John, claramente em posição fetal ao lado de sua amada. Yoko Ono quer dizer criança oceânica em japonês. Na música Júlia, feita para sua mãe, que tinha esse nome, ele diz: Julia, ocean child...

Enfim, quero dizer com essa digressão toda que tinha um sentido, não pintou do nada, era uma manifestação.

Agora me digam... que será que Sean quis manifestar além de mau gosto para poses, roupas e namorada? E a pose é fetal, não "abraçal", perdeu o encanto, a mensagem. Será que ele não entendeu nada?

.

15 comentários:

Rê :) disse...

bAH... PARECE AQUELES POBRES QUE NUNCA POSARAM PRA FOTO, hauhauahaua!

bjos

Danilo Fernandes disse...

Ola Walkyria!


Queria convidar você para conhecer o meu blog, o Genizah que horas é pirado e engraçado, horas é exaltado e sério, mas é super do bem e tem como regra levar o Evangelho da Liberdade Verdadeira e a Santa Subversão de Jesus ao mundo egocêntrico e perdido nos seus valores! E, ainda dando tempo, aproveito para tirar uma onda com este pessoal que anda explorando a fé das pessoas e ainda dizendo que são cristãos... Ops!

Por minha vez, já me tornei seu seguidor.

Abraços em Cristo e Paz!

Danilo

http://www.genizahvirtual.com/

Kotta disse...

Nem sei comentar. Bjo.

azpeitia disse...

Hermoso blog, de imágenes y palabras...un abrazo de azpeitia

Sylvio. disse...

O que vem rápido, à minha cabeça, é: como os tempos mudam!, que diferença de posicionamento do Sean(ele tá na dele), que gostosa a mina, o pai tá numa posição fetal (ele tá meio magrelo), a japonesa parece uma mãe (aquela que castra), sou mais o filho, que legal a foto.

Annie tá devendo uma nota preta no mercado. Pegou emprestado mais de milhão se não me engano...
Adoro a música Julia! Desde o primeiro momento em que a ouvi (67?).
Acho, Waal, que o Sean não tá nem aí: a intenção não foi faZER IGUAL.
Como pessoa John foi complicado! Nunca gostei da relação dele com a Yoko (nada pessoal).
Entendeu sim (eu acho), por isso a 'transgressão'.

Sylvio. disse...

Saco! Não quero deletar o post pra consertar... :(
Bem, errei. A Yoko não parece ser uma mãe castradora (olhei melhor a foto).
Na verdade, nem dá pra comparar né. Mas no geral, achei a iniciativa legal. A diferenças são naturais levando em consideração o momento pessoal de cada um ao tirarem as fotos.
Arrevoir!

Walkyria Suleiman disse...

Rê, danadinha, matou a caharada. Parece aqueles books de esquina, pra enganar adolescente.

Walkyria Suleiman disse...

Oi Danilo, fui lá antes do convite. Ainda bem que fui bem recebida. Gostei do blog, tem bastante coisa que quero ler. Legal te conhecer.

Walkyria Suleiman disse...

Kotta, é uma coisa feia mesmo, fogem as palavras

Walkyria Suleiman disse...

Azpeitia, gacias por tua palabras...seas bien venuto!

Walkyria Suleiman disse...

Sylvio hum... gostar ou não da posição fetal, não vem ao caso aqui. Mesmo pq, todos passamos por ela, e a maioria, continua, no sentido que está sempre correndo pra alguma mãe, seja ela a própria, ou uma substituta. O Sean não tá nem aí, duvido. Copia a foto assim, quer dizer algo, afinal não foi por acaso que ele fez, nem por acaso que foi fotografado, muito menos publicado. Vai ver que é para pagar as dívidas, pois duvido que sua mãe, castradora ou não, solte a grana fácil pra ele. Aliás não solta, acha que ele tem que se virar.

Walkyria Suleiman disse...

Ah Sylvio, por essas e outras que adoro seus posts. Vc diz, desdiz, usa e abusa da prerrogativa humana de mudar, de perceber, de vaiajr, do livre arbítrio, afinal.

Galaxy6139 disse...

Nice photos, I prefer the left one ^^

Walkyria Suleiman disse...

Galaxy, i prefer the rigth one....

Sylvio de Alencar. disse...

Fiquei um pouco vermeio..., mas tou de boa!
Gracinha! (rs)


voltar pro céu