.

.

sábado, 14 de novembro de 2009

A Escada


Costas no chão
Começo pelo friso
Vou subindo pelo rodapé
A parede...
E não há nada nela.
E meus olhos se perdem.

O frio é muito
E eu tremo um pouco.
Talvez... seja de medo.
O vento bate de leve
Tão de leve como minhas palavras.
Meu coração bate forte quando penso em você.

E eu começo no chão
No rodapé
Na parede.
Encontro pedaços coloridos da minha vida.
Do outro lado, um espaço branco
Tão cheio de preguiça.

É inútil falar ou insistir.
Eu falo, grito, choro... e
Pra me entender,
É preciso sentir como eu.
E quem sente assim. . .
Eu os perdi pelos caminhos.

Choro sem choro sem lágrimas.
As pedras da minha solidão
Cada vez mais me encurralam.
Talvez eu quisesse sair
Mas quanto mais penso
Mais me isolo.

Agora eu vejo que nunca pensei.
E agora, agora eu penso tanto
Que meus pensamentos se confundem.
E sai isso.
Uma boiada de palavras gravadas nessa folha
Que me implora por não rasgá-la.
São palavras soltas, presas dentro de mim.

E agora, me explica por que: porque você não volta.

Eu olho o chão
Subo pro rodapé
A parede
A janela
E vejo as estrelas.
Quanto mais as olho
Mais choro.
.

9 comentários:

Peregrina da Luz disse...

Muito seu bom seu blog. Obrigada por me seguir, estou acompanhando você também. abraço

Deus,o primeiro poeta! disse...

Wal,os sentimentos são complexos,porque é assim que somos:intensamente absurdos...Insofríveis?São os outros...A pior dor será sempre a minha,pois eu é que sei do seu tamanho em mim,em minha alma,em meu coração.
Os sentimentos são confusões de nosso interior,que se misturam à nossa própria essência,fazendo muitas vezes com que não consigamos sequer(por alguns momentos que parecerão eternos)distinguirr quem eo que somos!
Mas,de tudo o que ocorre em nós:tristeza,dor,alegria,contentamento,solidão,saudade;o que é bom é que podemos desfrutar da companhia,mesmo que silenciosa(e por vezes ociosa)das emoções...
vá lá no blog,e comente o que quiser,seu comentário é preciosíssimo!
Tive que trocar a poesia e saiu o que vc escreveu,mas voltei aqui p/ dizer que vc é muito especial!
BJSSSSSSSSSSSSSSSSSSS

ana.d.w disse...

Wall, muito perfeito!
"Choro sem choro sem lágrimas.
As pedras da minha solidão
Cada vez mais me encurralam.
Talvez eu quisesse sair
Mas quanto mais penso
Mais me isolo."

Essa parte demonstra exatamente o que eu tenho passado de uns dias pra cá.Parabéns, belissíma postagem!

ParadoXos disse...

:-)

abraços


belas viagem...

Elaine Barnes disse...

Muito linda sua poesia como sempre! Todas especiais e profundas. Levam a reflexão e muitas vezes com as dores e amores tb de outras pessoas. Passar sentimentos e emoções é fundamental e faz isso com maestria. Passei aqui muito feliz pra te dizer que já sou avó. nasceu 14/11/09 Davi meu primeiro netinho com 3.285kg e 49cm de parto normal da minha filha guerreira e tranquila. bjão

Antonio Caldas Coni Neto disse...

Legal o blog. Gostei da proposta. Estarei por aqui mais vezes.
beijos,

JPBARROS disse...

Porque não volta…….. talvez por nunca ter partido ? ou termos a ilusão de ter perdido ? não sei o que faz mais sentido, nesta guerra aberta ao desconhecido.

Um abraço

Norberto Marques disse...

Oi Wall :)

Profundo e intenso este seu poema. Desejo tudo de bom para você. Bom domingo ..beijo

Norberto

Mundo Mundaca disse...

Bonito texto..mas isso não é novidade né!!..você nunca decepciona!.
Eitahhhh..quer matar a gente de inveja com estas suas feriasinhas "basicas"..ahahaha.
Adoro passar por aqui.
beijos enormes
yasmin


voltar pro céu