.

.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Ah, adoro o Natal!

papi noel

A partir de hoje vou publicar sem dó nem vergonha, o que eu encontrar por aí sobre o Natal.

Deixa eu dizer, que em tempo passados da humanidade, as pessoas entendiam todas as comemorações da vida, ligadas à natureza. Essa coisa simples que hoje tem nome pomposo como ecosistema, que promove pactos e desacordos, como o Kiev, que precisa de Ong, moivimento, grana, conscientização, estudo e tudo o mais que vocês já sabem e eu quero mesmo é falar do Natal.

Então, as pessoas comemoravam - e como - a passagem das estações, que era o momento em que elas mais se sentiam presentes e participamtes da vida da terra. E terra minúsculo, pois era a terra alimento, vida, geracional, garantia inconteste da continuidade dos seres através de sua hereditariedade, promovidanatalis15 pela vontade da terra. Então essa terra tinha que sera adorada, saudada e acariciada, fosse pela música, pelas danças ou pelas orações, que mostravam a gratidão das pessoas.

Além disso, era o momento de confraternização real, onde laços eram refeitos e amizades perpetuadas. Eram dias e noites de grande alegria, esperados com crescente ansiedade. Não era tipo “ai, tenho que ir na festinha de natal lá do escritório….que saco”

Então eu acho lindo mesmo, que nossas festas mais importantes sejam na passagem de estações. E ao invés de ficar puta com o espírito de porco natalino do capitalismo, agradeço a ele ter mantido viva essa treadição, e eu não precisar me esgueirar pelas catacumbas, como os cristãos do século IV, para poder saudar a terra.

Agradeço também, por eu poder irradiar a esperança e a alegria do renascer que o solstício de verão aqui e, do inverno, no hemisfério norte, simbolizam para todo ser vivente.

De quebra, adoro dar um presente, pois acho que presentear tem mais a Pai_noelver com a alegria de quem presenteia, do que com o merecimento de quem recebe. E como já disse, estou a fim de viver da alegria, de cama mesa e banho.

Me aguardem…HO, HO, HO.

9 comentários:

Adolfo Payés disse...

Hermoso post para estas fechas necesario..
Gracias por compartirlo..

Te dejo mis mejores vibraciones y deseos de paz y amor para estas fiestas navideñas y de año nuevo 2010...

Un abrazo
Saludos fraternos..

Athila Goyaz disse...

O bom mesmo do natal é a reunião de toda a família , aquela sua tia chata q vc só ve no natal.. e os primos pentelhos rsrs

bjux

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Athila
nem diga, mas eu computo tudo e acho que saí ganhando...rsrsrs

ju rigoni disse...

Adorei, Walkyria!

E me identifico totalmente com você nessa questão dos presentes. Também gosto muito de dar presentes! E isto não é só no Natal, não. Acho que fico mais feliz quando presenteio do que a pessoa que é presenteada.

Walkyria, meu tempo é sempre curtinho. Neta, mãe doente, trabalho, afazeres domésticos e zilhões de outras coisinhas que entopem o meu dia-a-dia. Por isto, atualizo os blogues apenas uma vez por semana, ou de quinze em quinze dias, e em todo tempinho que vai pingando, entro para visitar os amigos e deixar umas palavrinhas.

Hoje, estou aqui para desejar a você Boas Festas e um Ano Novo repleto de alegrias.

Quem sabe, no ano vindouro possamos viver num mundo mais solidário, mais humano, mais justo?!

Um beijo, muito obrigada por estar entre os meus seguidores, e inté!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Ju, postei um recadinho procê, espero que vc veja esta semna..rsrsrs.

Olha, ao te colocar na minha lista de blogs, muita gente comentou como gosteou de seu blog. Pudera....

Daniel disse...

Eu gosto do Natal tb, principalmente da música que o John Lennon fez pra ele, mas gostaria tb que as pessoas estivessem o ano inteiro sob o efeito do espírito Natalino.
Legal que gostou do repertório do show.
Beijos

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Daniel,
eu prefiro jingle bell, mas o espírito muda conforme a estação, ou não?

Sylvio de Alencar. disse...

Ôpa! Post mais natalino que esse num vi!

Que coisa, meu pais davam altas comemorações, com primos, primas, era legal pra cara.mba (minha mente insiste em falar palavrão, mas tou esperto!)

Pessoas que agradecem (como vc o faz aqui), percebe que até em coisas 'ruins' como o capitalismo, tem em suas ações o perpetuamento de algo bom como o Natal por exemplo. Claro que não só ele que perpetua essa comemoração, mas todos os homens e mulheres e crianças e cahorrinhos e gatinhos e plantinhas e abelhinhas de boa vontade.

Tô meio morno com relação ao Natal, mas continuo gostando dele.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Então Silvícola
a gente gosta, os caras, como vc disse, conhecem a gente, a gente esparrama, sempre é perdoado....quer melhor


voltar pro céu