.

.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Loiras, analfabetos ... e vistos!

.


Em 1986, estive na Embaixada do Iraque em Brasília. Fui com escolta e tudo o mais, mas isso é outra história. Essa semana estive no Consulado Americano para renovar meu visto. Antes, nunca havia estado lá, meu visto era de 10 anos e foi tirado por um despachante.

Bem gentefina, foi hilário. Eu via filmes, lia livros e via na vida real, essa história de correr pra Embaixada ou Consulado e estar livre, leve e loira. Estar protegida de alguma perseguição, estar em outro solo, mesmo estando no seu país ou num país qualquer. Vejo isso direto num seriado que gosto bastante, The Unit. Aliás, seriado é comigo mesma.

Mas deixa eu contar direitinho, se vocês tiverem paciência.

A confusão começa na porta, porque enquanto você está numa fila que se desfaz a cada 5 minutos, tem um guarda do lado de dentro, que pela grade fica ameaçando ”Tem certeza que a senhora não tem nada proibido dentro da bolsa? - Proibido...tipo o quê – perguntei. - Ah, canivete, pendrive, tesourinha, alicate de unha, pinça de sobrancelha....

Meu Deus, aí entendi porque a fila se desfazia. A cada 5 minutos alguém saia correndo da fila e atravessava a rua. Do outro lado da rua, existem locais para guarda de pertences. Um comércio lucrativo.

Bem, vencida a fila “balança mais não cai”, abre bolsa, mostra documento, passa no detector de metais, e voliá. Você entra num espaço aberto, com marquises e uma linha verde no chão que diz pra você segui-la até o fim. Passa jardim, bancos, lanchonete, e você firme na linha verde.

Chega ao local, uma grande marquise, onde na entrada tem um manual dependurado no teto, explicando passo-a-passo a missão. Tudo com números e cor diferente. Ninguém se acha. Ninguém lê o manual.

Tem senha, painel pra todo lado, cada passo com brasileirinhos estagiários implorando que as pessoas sigam as instruções, que já que ninguém lê, eles ficam repetindo e ameaçando, tipo o guarda da porta, por sinal um mulato lindo! E eu rindo e tentando seguir as intruções, sabe como é.... a gente gosta de perguntar. É nossa herança Portuguesa, acho.

Ah, 50% das pessoas não portava os documentos necessários, tipo..."eu não trouxe a identidade, mas serve o cartão da Droga Raia?"

Mas a bagunça é geral. Tem bancos pra fila esperar sentada. O povo se aglomera nas cabines, uma coisa de louco. Nem vou me estender. Me senti na Elis Island em 1800 e bolinha, tentando entrar no novo mundo.

O hilário, é que fui toda arrumada e na hora da entrevista estava diante de um caixa, tipo do metrô, com vidro à prova de bala, falando pelo interfone com um americano que me olhou, me desejou boa viajem e boa.

Saí rindo, primeiro porque gastei uma roupa de ver Deus à toa, segundo porque aqui no Brasil a gente detesta mesmo ler manual. Terceiro porque isso de estar em outro solo é maravilhoso. Assim que entrei nesse jardim, já saquei a diferença. Tinha um monte de gente fumando. Alegremente acendi meu cigarrinho de palha e fumei. Ah, nunca pensei que fosse tão bom estar em solo americano. Eles não cumprem as leis do país, digo, do estado de São Paulo. Bem feito Cerra....

Finalmente, ao sair pelo corredor - uma pessoa por vez - eu rindo disse pros guardas que tinha que ser exigido diploma de primeiro grau pra vir fazer o visto.

Eles, os brasileiros, riram. Depois a segurança armada particular, também... e finalmente os americanos se esborracharam de rir.

Era só ler as placas gente.

Sei que agora tenho mais 10 anos de Mundo Novo pela frente. Quando eu era jovem, gostava de velharia, só queria ir pra Europa. Agora que estou véia, quero mais o mundo novo.

New York, me aguarde!

ps: E me poupem de dizer que tenho que para de fumar.
Ah, e eu amo ler manual. Mas sou loira......

Abaixo, algumas fotos que tirei de dentro da balsa que nos leva de Manhattan, até a Estátua da Liberdade e Elis Island, onde os imigrantes ficavam de quarentena enquanto eram entrevistados. Dos 12 milhões que entraram pelo porto de New York, quando este era o único porto de águas profundas da América do Norte apenas 2% foi recusado.




Essa é a vista que se tem da Estátua e da Ilha..... ao entardecer.
.

42 comentários:

Phivos Nicolaides disse...

So interesting and informative!

Prussiano disse...

Bacana.... ainda vou a NY algum dia.... mas por agora.... tenho outros destinos prioritários..... hehehe....

Europa, por exemplo.... rsrsrs...
mas o norte da África tbm está na minha lista...

tchüss

=]

sam rock disse...

Essa ilha da foto recordame que foi a primeira terra do Novo Mundo que algum familiar meu viu quando foi alá a fazer as américas, ainda que com o passo do tempo só tuviese dinheiro para a viaje de volta.Espero que você acuda logo a NY mas como viajante tranquila que vai a disfrutar da paisagem e da paisanaxe.


Um forte abraço

Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ ANDRÉIA Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sant'Anna disse...

Lindas imagens!
Nunca fui para Nova Iorque, mas morro de vontade de ir... quem sabe um dia né!?
Quanto ao manual... acredite, eu tenho mania de ler manual. Aqui em casa, quem evita do marido quebrar as coisas na hora da instalação... sou eu.., e graças a quem? O bendito manual... que se eu não ler, ninguém lê.
E Walkyria... para de fumar muié!!! rsrsrs
Bjks

Virginia Teixeira Gazini disse...

Hahahah, adorei... e com sabor especial, me senti dando aquela saborosa tragada em "solo americano" !

tania disse...

nossinhora, quase morro de rir com esse texto! É o povo passando aqui em frente à minha sala (horário de almoço aqui na universidade) e esticando a cabeça pra dentro pra saber do que estou rindo tanto. Boas sacadas, como sempre. Adorei. Beijos

Diego Marques disse...

Wal q saudades!!!!!!!!!!!!!

Viajando ein! td de bom pra vc querida! Adorei o texto e as imagens! quando estiver em NY manda mais fotos pra nós ein!!! Bjaum

Tânia regina Contreiras disse...

Você não apenas relata o acontecido: nos põe junto a viver os dramas e comédias...:-)) Eu acompanhei tudo, incluindo a linha verde.

Abraços,
Tânia

Carol Morais disse...

[comentario sem acentos]

Querida, Voltei. Adorei teu post. Me interessa muito, ate pq prox mes vou viajar para Recife para poder tirar o meu visto, pois vou estudar nos eua! Ja ouvi barbaridades sobre o consulado.Agente fica numa fila norme, no sol, esperando.Dizem que eh terrivel.Pelo menos vou tirar meu visto de estudante, dai sei que eh ate mais facil, pois ja me matriculei na university of georgia, dai vou receber um documento que me ajudara a tirar meu visto.
Que bom que vc gosta de seriado! Eu nao assisto esse que vc citou, mas eu adoro seriado! Sou muitoo doida por House, Lost, Two and a half men, friends etc etc etc.

Ui, vc vai viajar pros eua?
poise, estou tao atarefada.Mas, finalmente deu para colocar as coisas em dia...alias, estou tentando!

Tambem acredito que haja muita burocracia quando a gente quer tirar nosso visto.Engracado eh quando eles vem pra ca. Pra eu poder estudar la, tive de mostrar proficiencia na lingua(toefl), tive e ainda estou tendo de enfrentar trzentas mil coisas, trezentas mil vacinas. Quando eles vem pra ca, a gente tem que se virar com o ingles, pq eles nao falam nada de portugues! Eles ficam o tempo que querem e a gente ainda trata eles como se fossem reis e rainhas. Ah,va! Pra vc ver que injustica!

Eu conheco as zoropa e amei. Vou conhecer agr a terra do mc donalds e tomara que goste tambem.

Estava com saudades de vir aqui!
Um cheiro

betina moraes disse...

olímpica,

eu daria um dia de minha preciosa vida para ver você desfilar a sua charmosa figura por entre as pessoas que descreveu!

adorei as fotos e adorei que o serra tenha se ferrado.

gosto muito quando você escreve suas crônicas e muito mais quando você desafia os padrões da mesmice de sempre da maioria dos colunistas e nos dá um tanto de riso e outro tanto de questões para responder.

sou muito fã de suas coisas!

PV: shrola

tradução: a tradução foi censurada! eu acho que a PV quer me prejudicar aqui em casa...

Solange Maia disse...

a-d-o-r-e-i !!!!

estou rindo até agora, e, semana que vem lá estou eu, renovando o meu também.... kkkkk....

beijo grande

Gerana Damulakis disse...

Foi interessante, mas, Wal, pelo amor de Deus, Serra está certo. Não, não vou passar sermão.

Paulo disse...

Conseguir um visto para os EUA é algo, realmente, inusitado. Os caras não tem critério nenhum. E a gente insisti em ir para lá. O mundo insisti em ir para lá. Até eu, que ainda não conheço, um dia quero ir à NY para ver como meus próprios olhos e ter um sentimento próprio...
Por enquanto, NY me encanta... Espero não me decepcionar...
Seu blog é muito inteligente, com post interessantíssimos, e é muito bom estar aqui. Voltarei mais vezes.
Espero sua visita no BAR DOS NAVEGADORES... Será sempre bem-vinda, e será um prazer.
Beijos.

betina moraes disse...

cadê o meu comentário?!
?!?!?!
só falta o google me sacanear!

betina moraes disse...

chi...

aqui fala 10 comentários e lá no post fala 14 comentários...

mistério muito sem graça!

Chá das Cinco disse...

Menina você adiantou o meu lado rs
Saberei andar entre as pedras.
Tenho que te agradecer...

Viu? Quando estamos escrevendo um post, achamos que é só mais uma história não é mesmo?
Não, não, e não, é também dividir experiências.

Um grande abraço
Gemária Sampaio

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Prussiano
eu tenho muitos destinos que queria ir....mas NY me encantou, tem mesmo uma magia por lá. Mas onde não tem, né?

Viajar, conhecer pessoas, costumes diferentes, entender que cada lugar tem sua maneira, me faz mais maleável.
Gosto de te ler... eas tilhas? Firme?

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Sam,
essa ILha é muito impressionante. Eu que não tive parente nenhum que desembarcou por lá, me senti paretet de toda a humanidade.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Andrea
acho manual um troço maluco. Leio mil vezes e então descubro algo que não li.
A cabeça pula ainformação. A gente quer que o amnual seja como a gente quer..... gosto desse jogo.

Vai pra NY, vai que vc, com tudo que transa de estilo e cultura, vai pirar.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Virginia

foi uma tragada deliciosa......hehehe

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Tania
isso acontece comigo. Uma gragalhada explode do nada. É bom demais....
que bom que vc riu! a vida é pra dar muita risada mesmo.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Diego
eu não disse que vou....mas vou tentar ir sim....arrumar tudo e ir... e trazer muitas fotos!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Tânia
vc é um excelente companheira, seja pra andar na linha, ou pra sair dela completamente.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Carol
NY não é Estados Unidos. Nova York é uma cidade cosmopolita....ou seja, ela refelte o COSMOS.

Lá a gente entende essa coisa de planeta. E os americanos de lá, os indianoa, cucaratchos, árabes, paquistaneses, europeus, e marcianos, fazme tudo pra te entender.

NY não é Estados Unidos....

Que bom que vc tá arrumando tudo.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Betina

li de madrugada, pelo iPhone esse seu coment. Rebentou um rebento gargalhane dentro de mim, no escuro da cozinha, fumando na janela.

Essa PV tá é querendo te ferrar mesmo. Acho que ela tem algum segredo valioso e está fazendo o tipo"toma cuidado mocinha".

BB, nem sei o que dizer das coisas que vc percebe em mim. Mas depois penso que eu sou você, e clareia. Um pouco só!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Sam
vc voltou a foto antiga!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Solange!!!

a gente podia ir em em bando, pra ver melhor tudo. Vai querida. Usa tua morenice pra não passar vergonha!
beijão

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Gerana....
sermão, serpé, sertronco, passa tudo... eu entendo a necessidade que temos de querer que o outro perceba o que achamos melhor pra ele.

e vc pode tudo.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Paulo
foi a maior moleza tirar o visto...pra mim ao menos. Não mostrei nenhum documento, mas levei todos. Obrigada pelo coment atencioso e vou lá nos navegantes, logo mais.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

BBzinha

entrou tudinho.....como poderia não entrar?

vc já tá!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Chá das cinco

olha só....segura a loirice, leia as placas e pé na tábua, digo na faixa!

Projeto Senzala Brasil disse...

Bem, ainda prefiro os destinos europeus (rsrsrs). Não gostaria de conhecer N.Y.. Talvez, outras regiões dos EUA. Quem sabe um dia... Porém, acho impressionante como nossa relação com os americanos é um misto de amor e ódio.

BAR DO BARDO disse...

Rir e chorar ao mesmo tempo.

!ramuf ed arap, arac, iE

!ojieB

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Senzala...
New York é um estado de espírito.
Legal sua afirmativa, e verdadeira mesmo, amor e ódio.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Henrique

!racutuc em ed arap

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Henrique.....fotinho nova..hum...

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Carol
Eu amo o House.
Grey's Anatomy
Big Bang
Dexter
Shark
The Closer
ave...todas!

Yasmin disse...

Muito interesante gostei...Estou enviando o link de um video sobre torcida do Brasil para hexa campeão! Mais informações estão no meu blog, dá uma olhada nela e divulgem!! Mais pessoas que torcem para o Brasil melhor ainda!! Vamo Brasil!! Agora é Hexa!! http://www.youtube.com/watch?v=k-ywjWubu-M

Sarah Slowaska disse...

Txi, que novela, hein noiva?
Não sei o que dizer, tou sem inspiração, hoje.

;D
Beijos.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

hehehe
Yasmin
sinta-se à vontade para divulgar teu blog no meu!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Sarah, não é novela, é ensaio mesmo. Mas vai procurar tua inspiração, vai....hehehe

ju rigoni disse...

Tu vais viajar, Walzinha? Que delícia!

Beijo.

ps - cala-te boca, que você bem sabe que eu também sou uma chaminé...


voltar pro céu