.

.

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Maria, Maria é um dom, uma certa magia, uma força que nos alerta

.

Bem, mas vamos à história que eu realmente queria contar pra vocês.

Depois da anunciação de sua gravidez pelo anjo Gabriel, Maria sofreu poucas e boas. Vamos deixar claro que ela era uma jovem bem teimosa e remplis d´elle même.

Basta dizer que, apesar de grávida, ainda usava o manto azul, vestimenta exclusiva das virgens, coisa que ela dizia ser, independente da cara de “ ah sei, tá bom então” da galera da Galiléia e adjacências.

Se hoje, com tanta informação, a gente vive mesmo de fofoca e maledicência, imagina naquela época o que não deu de diz-que-diz-que essa atitude de Maria. Acredito que não tenha sido fácil pra ela, independente de apartes exotéricos, iniciáticos e o escambau que professam por aí.

Ela também não conseguiu assim, de chofre, convencer seu marido, o José, de que estava grávida do Divino Espírito Santo. Tem até a passagem de José, insone dentro da noite, com um burrinho e um anjo, onde ele finalmente acredita na história. Aliás, nunca vi uma família gostar tanto de burrinho como a de Jesus. Vira e mexe, aparece um burrinho como protagonista das peripécias da sagrada família.

 
Mas então, eu aqui comigo, acho que foi nessa hora de dúvida de José, que Maria foi visitar sua prima Isabel, mais velha e grávida também, por quem nutria grande respeito e amizade. Veja bem gentefina, até aquele momento, ninguém ainda havia reconhecido em Maria a mãe de Deus. Penso que foi nessa hora que ela foi visitar Isabel nos arredores de Jerusalém, porque me diga, gentefina, que homem em sã consciência deixa a mulher grávida ir de burrinho (olha ele aquitravez) fazer uma viagem pela região serrana da cidade¿

Confere¿ Confere sim. Isabel estava na laje, cobertura, ou coisa que o valha, naquele lugar onde eles preparavam alimentos, separavam grãos, enfim, onde as mulheres já davam duro, e viu ao longe a figura de um burrinho (ai, de novo) montado por sua prima Maria. 

Ela, mais que depressa - grávida também de São João -, corre a seu encontro e profere aquela que seria a introdução de uma das mais lindas e conhecidas orações da humanidade:

- Ave Maria, cheia de Graça.
Bendita sois vós entre as mulheres,
e bendito é o fruto de seu ventre,
Jesus”

Acho linda essa passagem, e foi Isabel, aquela que primeiro teve a visão espiritual dos fatos que se seguiriam e que olhos, apenas físicos, ainda não podiam ver. Ela, como mãe daquele que acenderia o fogo espiritual, São João, teve esse privilégio, ouvir a voz do coração, e ver no visível, o invisível ao olhar.

Era isso gentefina....
.





10 comentários:

Elaine Barnes disse...

Nunca tinha pensado no burrinho coadjuvante tão importante na história da sagrada familia,rs.. Só você mesmo com sua perspicácia poderia. Muito bom o texto e adoro a parte da oração." Bentido é o fruto do vosso ventre,Jesus".
A música Maria,Maria do Milton é entre todas a que mais amo e faço a analogia com ela,do quem "sou eu" do meu blog.Essa música na voz da Elis sempre me leva a uma emoção inexplicável.Choro na hora!Mexe com minha alma. Enfim...Montão de bjs e abraços pro cê miga

Helcio Maia disse...

Quanto tocados por Eros, vemos o que olhos comuns não enxergam.
A história é cheia de simbologias, fé à parte. Desde aquelas remotas eras, as fofocas vicejavam e Maria (precursora de outras tantas Marias), sofreu com preconceitos e discriminações, cumprindo a saga de legiões de mulheres, preferenciais vítimas da miopia social.

Anônimo disse...

Julia disse: um dos mais importantes símbolos do burrinho é o corpo físico; porisso Jesus (primeiro dentro da barriga da mãe ) está muitas vezes montado num burrinho, querendo dizer que precisamos de um corpo físico para poder sustentar o "Cristo" em nós

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Elaine, vc é uma mulher que merece viver e sonhar como outra qqr do planeta.

Vc viu a explicação que a Juju anônima deu do burrinho. Perfeita.

Obrigada por vir aqui ler minhas bobagens.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Hélcio
os mais fracos, que se deixam enfraquecer, sofrem as discriminações mesmo. Mas sempre existem os que se levantam, se revoltam, e são os sementeiros do futuro. Mesmo que morram numa cruz ou no anonimato.

A noção de sucesso é muito duvidável!

E sim....nos deixemos tocar por eros!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Jujubets
perfeita e explicação. è daquelas que a gente escuta e....pimba! Não tem como não entender.

O corpo físico, a igreja do espírito....

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Juju...que saudade do teu castelo, da Lolita, do Juca..... da sereias.... da tua comidinha maravilhosa e das 378420398238032 cervejas que tomamos.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Juju, sem falar em todas as ideias maravilhosas que ficaram dentro de mim.

Sylvio de Alencar. disse...

se tem coisa detestável é a gente escrever um comentário quilométrico e inteligente e sensível e ele desaparecer... pior então quando a gente demostra através dele o quanto somos inteirados em certos assuntos.

Resumindo: escrevi que Maria era realmente uma pessoa muito especial, tinha um magnetismo e um a doçura ímpar.
Por outro lado, as mulheres daquela época não valiam um tostão furado, os homens não davam um mínimo de valor a elas. Os judeus eram atrasados ao extremo, podem ser comparados aos evangélicos mais fanáticos que conhecemos, agradeciam a Deus por qualquer soluço dado.
Maria, como os apóstolos, nunca acreditaram (leia-se: entenderam), que é que Jesus queria; eles achavam, até o amargo fim, que Jesus veio para liderar uma revolta contra os Romanos. Essa foi a principal razão da 'traição' de Judas, que estava extremamente magoado e decepcionado com o rumo das coisas. E, de fato, ele não sabia das consequências que seu ato desencadearia; mas, estava escrito.

Muito linda! Linda mesmo, a passagem de Isabel!
E que grande homem foi João!
Creio que Jesus e João estão muito perto um do outro na 'hierarquia' celeste.

Valeu o post!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Sylvio, sim era dese jeito mesmo. Ainda é, na verdade.

Os apóstolos custaram para deixar cair a fita, só no final mesmo.

Qaunto ao João, nossa deve estar muit perto de jesus.

Chato mesmo quando a gente perde o coment...eu fico puta.


voltar pro céu