.

.

quinta-feira, 24 de junho de 2010

São João, famoso em tudo que é lado

 .
São João Batista no mandeísmo.
João Baptista é venerado como messias pelo mandeísmo.

São João Batista na umbanda
Na umbanda, religião afro-brasileira, este santo é sincretizado como uma das manifestações do orixá Xangô e é responsável nesta crença, por um agrupamento de espíritos que trabalha com a saúde e o conhecimento, chamada de Linha do Oriente, por congregar além de médicos e cientistas, hindus, muçulmanos e outros povos.

São João Batista no islamismo
São João Batista também é reverenciado pelos muçulmanos como sendo um dos seus profetas.

São João Batista no espiritismo
No espiritismo, a volta de Elias como João Batista é interpretada como sendo através da reencarnação; a decapitação de João Batista sendo uma espécie de punição ( comparada ao que outros por outros segmentos de filosofia espiritualista chamariam de karma) por ele ter, como Elias, massacrado os profetas de Baal.
.

11 comentários:

Carol Morais disse...

Seus posts estão tão espirituais, e tão religiosos ultimamente.
Acho muito bonito isso, sabe?
Não pela fé que fulano ou cricano têm, mas pelo fato de qe é muito boma gente saber das histórias de santos, refletir sobre eles e não precisa ser, necessariamente por conta da fé, pode ser pela História ou pela reflexão, ou para que se possa começar uma discussão com uma análise mais crítica sobre tudo isso.

Um cheiro

Carol Morais disse...

deu pra entender que o meu cricano é cicrano?

Gerana Damulakis disse...

Amei as postagens.

sam rock disse...

Walkyria la algo beata. Lo digo no en el tono despectivo de los intolerantes, sino desde la confianza y el respeto. Por eso, le recomiendo, si aún no las ha leído las Lendas de santos (Livros do Brasil), de Eça de Queiroz, un hombre nada condescendiente con el poder y la jerarquía eclesiásticos.
Y si me permite, por la parte geográfica que me corresponde, también le propongo Los cuadros religiosos, de Emilia Pardo de Bazán, toda una pionera que fue gallega -aunque escribió en castellano-, católica, condesa, sentimental y feminista a su manera.
En fin, parece que me he alargado.

Un abrazo

sam rock disse...

Al principio quise decir en el anterior post: la noto algo beata.

Parabens

Saozita disse...

Olá Querida Wal, desconhecia por completo que os islamitas também veneravam, S.João. Aqui na região aonde vivo, é venerado com direito a feriado.

Bj.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Carol
como vc é phina...hehehe...
Oquei, é por aí, não existe cunho religioso em meus posts que não sejam o de religar nosso coração.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Carol....
sou loira, ainda bem que vc me elucidou esta dúvida....kakakakaka

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Gerana
sempre bom retornar à casa, à alma....

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Saozta
bem vinda!
Esse lance é bem legal, pq o velho testamento é igual pra todos, cristãos, judeus e islâmicos.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Sam, sim, pode ser mesmo, algo beata... Se bem que beata é algo pejorativo.
me interesso pela vida das pessoas que marcaram com seu coração, a história desta terra.
E não, vc nunca se alarga....quanto mais escreve, mais eu gosto.

Tenho amigos que me acham inteligente demais pra ter alguma religião....

Serei eu a burra?


voltar pro céu