.

.

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Ignorância programada

.
 .
Alguém se lembra do Patrício Bisso? Então, há uns vinte anos ele escreveu uma crônica muito engraçada. Dizia que estava fazendo tanto calor no Rio de Janeiro, que não conseguia se concentrar pra escrever a coluna diária que ele tinha. Completava que, se Dostoiévski fosse vivo, o máximo que ecreveria naquela semana, seria um bilhete que colaria na porta de seu apartamento: estou no posto seis.

Gentefina, se pensarmos no clima frígido em que viveu Dostoiévski  dá pra entender os livros enormes que ele escreveu. Além do quê, não existia televisão, telefone, celular nem pensar, DVD e Internet, e o pobre preso em casa, mais de seis meses por ano, devido às nevascas. Mas o quê tem o fiofó com as calças?

Tem que eu não consigo arrumar tempo para escrever. Quando entro na Net, crente que darei uma voltinha apenas e depois me concentrarei para escrever aquilo que martelou minha cabeça o dia todo, não consigo parar de navegar.

Ocorre que, ao entrar em algum blog e me interessar pelo post, não só quero comentar, como também não vejo graça de fazê-lo, sem ler os outros comentários. Gentefina, vocês sabem que a nata dos blogs está nos comentários. Descubro cada pessoa por lá.... Nem pensar comentar em todos os blogs que visito por dia, mas vem reclamação da galera, e vem forte. E eu ainda me divido entre ler blogs ou ler comentários..... Onde foi que amarrei minha égua!

Bem, não contente com isso, ainda dou um pulinho no FaceBook e no Twitter. Confesso que não perco muito tempo nestas plagas. Elas me parecem aquelas assembleias onde cada um fala uma coisa, uns contra, outros a favor, e fica o dito pelo Benedito. Muita ego trip!
Não que o Blog não seja uma ego trip também. Mas eu diria que, por meio dos comentários, ele se transforma em egos trips, e nessa sequência de pensamentos, os verdadeiros eus aparecem de forma muito gritante. Nessa hora, fico tão grata por ter começado o blog, grata pelas pessoas que chegaram do nada na minha vida (como aliás, ocorre na vida dita real), agradecida, pelas verdadeiras demonstrações de amizade, compreensão e amor que recebo e que tenho a oportunidade de dar também. Poque gentefina, nem todo mundo sabe receber um coração. Vem muita substância junto com um coração, não só o princípio ativo que suscitou o agrado e  proximidade, a sincronicidade efêmera de um momento fugaz.

Eu adoro...

Mas vai daí que, ao invés de escrever algo sério, pungente, gentefina, fico aqui lendo, comentando, re-comentando, e ainda fazendo post sobre o assunto.

A verdade é que, nessa era de muita informação, eu tenho mesmo que optar pela ignorância programada, porque senão, o máximo que escreverei na minha vida, será "oi, vim aqui só pra te deixar um beijo de boa noite!"

Digital art: Rgquarkup

11 comentários:

Helcio Maia disse...

A letra de "Sinal fechado" veio-me à mente: ...me perdoe a pressa, é a alma dos nossos negócios..."
Era da informação, já era a formação, quem dera, quem dera o polvo Paul fizesse das suas e previsse que, a partir de agora, por motivos inexplicáveis, o dia duraria 240 horas. Aliás, isso significaria que o ano demoraria 10 vezes mais para passar e, por conseguinte, envelheceríamos muito mais devagar rs

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Hélcio
fiquei pensando....será mesmo? Não seria tudo igual, só que diferente?

Apenas dando nomenclatura diversa?

não sei...

José Doutel Coroado disse...

acho que estou com o mesmo probleminha...
tá difícil de gerir esta montanha de posts super-interessantes...
mal comparado é como se eu entrasse numa enorme biblioteca com todos os livros que sempre quis ler e ficar zanzando sem saber por onde começar.
abs

Gerana Damulakis disse...

Também estou assim: blogs, comentários dos blogs... mas a gente gosta tanto, não é?
Quando vc escreveu que junto com o coração vem muita substância, achei tão interessante. Sinto isso mesmo. E a troca... ah, a troca é tudo.
Sigamos, pois, blogando.

betina moraes disse...

nem preciso acrescentar nadinha.. ia dizer exatamente o que a gerana querida disse: "Quando vc escreveu que junto com o coração vem muita substância, achei tão interessante. Sinto isso mesmo. E a troca... ah, a troca é tudo.
Sigamos, pois, blogando."

sigamos!

estamos trocando, aprendendo, dizendo no que acreditamos e no que não acreditamos. muitos posts levam a comentários que se tornam maiores do que o prórpio post! não e legal? eu acho o máximo!

"a troca é tudo."

gerana, como leitora crítica, sempre é capaz de ir direto ao ponto.

um beijo, Wal,
um beijo, gerana.

vou trabalhar.

Sylvio de Alencar. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sylvio de Alencar. disse...

Porra! (desculpe)

Vc tirou as palavras de minha boca!!!!!

Ou arrumo uma mulé pra chamar de minha, ou vou me acabar nesta bosta!
Tô ficando..., nem vou falar!, se não me internam se souberem quanto fico na frente do pc...
Tou indo nanar as duas horas! todo dia!!

Apareço do nada, comento no blog que nunca vi, e sumo.
Ou, vou a um blog que sigo mas que não me dá retorno nenhum, me dando a sensação de que estou falando com as paredes, e digo tchau e dar uma leve espinafradinha por tão egoístico silêncio: já dispensei 2 bons blogs por causa disso esta semana.

Enfins, se continuar falando deste jeito, vou acabar me paixonando, Wall... (e a culpa será exclusivamente sua!). Fique esperta!

PV.: cleast

Aquele negocinho cumprido que tem uma torneirinha que se enfiava nos rabo pra limpar os intestino preso.

(Hoje em dia tem máquinas que fazem isso! Diz que até a pele melhora!)

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Sylvius... até tu?

Querido vc anda influenciado pelo tratamento da Livia, mas sabe,a PV foi genial.

Quanto aos blogs que parecem de fantasmas, vc pensa o quê.... que todo mundo é como nós, eu, vc e a Betina, esse trio que é um só?

Nos amamos já, não cabe apaixonamento, seria narcisismo.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Gerana e Betina, minhas duas ruas, saídas, entradas, ruelas e vilas ensolaradas.

Vcs duas fazem meu dia, sabe.... me vejo e me sinto, ao mesmo tempo que vejo cada uma.... somos tão diferentes, e podemos nos quere tanto.

Olha, não vivo mais sem vcs. É um barato de acreditar... de me rever nas palavras, de me enxugar.... sei lá.... um milhão de coisas!

ju rigoni disse...

"oi, vim aqui só pra te deixar um beijo de boa noite!"

Brincadeirinha... rsrs (não me xinga, não, hein...)

Indo...

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

JU
engraCHAdinha.....


voltar pro céu