.

.

domingo, 18 de julho de 2010

Na memória


Vou medindo
com passos de anjo
o meu tempo de viver
caindo, como todo anjo suspeito
nas armadilhas do eterno querer.

Passo os dedos com cuidado
no afresco enevoado de teu rosto
pintado em minha memória
viva e ensanguentada
de fragmentos estilhaçados,
composto.

Estanco,
imitando a estaca que perfura minha alma imortal!

Agora, olhar a manhã, sonhar com a noite
E morrer com a tarde enquanto for cedo.

Seria essa a minha eternidade?

foto: Amor,morte, eternidad by phveiga

33 comentários:

« Katyuscia Carvalho » disse...

...ou a minha foi[c]-se? ¨!¨

Wal,

Tremendos: poema e imagem!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Katy....
bem dentro da minha alma.... acomode-se!
obrigada flor por compartilhar esse momento

VALVESTA disse...

Hummm, eternidade de tocar, de memorizar, eternizando esse querer, tb quero assim. Linda semana bjos muitos.

*Mi§§ §impatia* disse...

Oi , tudo bem? Vim agradecer sua visita no blog Templo da Sintonia, adoramos viu? Lá escrevo junto com a minha amiga Neguinha.
Gostaria de aproveitar e te convidar a visitar meus dois blogs pessoais e me seguir caso queira ta?
Adorei seu cantinho e ja estou lhe seguindo para vir sempre aqui.
beijos.

http://deliriosdamiss.blogspot.com/

http://cantinhodamissrj.blogspot.com/

Gerana Damulakis disse...

Gosto quando algo me assusta, me surpreende.
"Estanco,
imitando a estaca que perfura minha alma imortal!"

Susto: adorei, Wal!

Carol Morais disse...

Acredito que a repeticao reflete esse ciclo sem fim que a gente vive. Quem pode dizer que nao ha eternidade? Para mim ha sim, eternidade. Tudo continua e eh eterno ate que a gene deixe este mundo vil.

Eu repito meu tudo todo dia, e acho isso tudo tao cansativo. No dia em que penso nao repetir e mudar a figura de tudo que vivo, eu vejo que fiz as mesmas coisas, mas com cores diferentes.

Tuas palvras sao tao lindas.
Obrigada por coloca-las no mundo, ou no teu ceu aberto.

Um beijo

Carol Morais disse...

gente*

Sylvio de Alencar. disse...

Que bom, poder medir seus passos de maneira tão... poética.
Tens sensibilidadae para isso.

Minha memória também, além de um pouco vilipendiada pela família (pô, cê lembra de cada coisa!!!), contém também estilhaços resultantes de caminhadas imprevistas: não escapou ilesa...

Não tenho imagens, pungentes, de rostos pintados (quem me dera), em minha memória viva e algo dolorida.

Não tenho estacas, ando meio vazio...

Seu olhar, seu sonhar, seu morrer enquanto for cedo...
'Seria essa a minha eternidade?'

Talvez, pudesse ser; mas, não creio que será.

Francisco Nery disse...

versaldades..

betina moraes disse...

wal... meu reino,

poema medindo tempo! os ciclos que se fecham, as portas das percepções que se abrem. com uma alma tão esclarecida, a eternidade te aguarda ansiosa...


lindíssimo o verso! parabéns!

Djabal disse...

"Quem brinca com um punhal pressagia a morte de César.
Quem dorme é todos os homens.
No deserto vi a jovem Esfinge, que acabam de lavrar.
Não há nada tão antigo sob o sol.
Tudo acontece pela primeira vez, porém de modo eterno.
Quem lê minhas palvras está inventando-as."

A sua poesia me remeteu a esta outra, na visão mais geral e humana de todas as coisas. A eternidade, a despeito do ser.
Parabéns e beijos.

Gisele Freire disse...

Wal
Que poema tão bonito!
Me surpreendi realmente!
Gótico!
Amei!
bj poeta!
Gi

sam rock disse...

La eternidad es la vida vivida. Es la vida bebida a grandes sorbos, pero también degustada en tragos cortos.

Un abrazo

Tania regina Contreiras disse...

Wal, mocinha, tu escreve tão bem em versos...Manda-os mais, que cá te leio atenta. Gostei, amiga!
Abraços,
Tânia

alice disse...

gostei muito, muito, muito, querida wall :) e esta fotografia é muito inspiradora. acho que vou roubar :) um grande beijinho.

Pérola disse...

Seus poemas encantam e muiiiiiiiiito.
Feliz dia do amigo.
Parabéns sempre.
As palavras bem ditas transportam a gente para além do infinito, um passeio q meu coração nescessita fazer vem em quando.
Beijo grande.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Val
que legal o jeito que vc viu, positivamente. Vou tentar sentir assim.É um outro modo, valeu

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Miss Simpatia
seja bem vinda

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Gerana
gostei de te assustar.
Acho que a gente se assusta ao perceber que todos temos estacas na alma.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Carol
nós, tão humanos, querendo falar de esternidade. Então acho que vc tem razão, do teu jeitinho alegre e positivo, nas cores que vc enfeita a vida da gente, nas alegrias que vc pode sempre dar de um modo diverso.
Eu adoro vc.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Sylvius, se eu te contar que tbm não tenho rostos na memória...vc acredita? Esse rosto aí é o meu mesmo, memórias de sonhos e ilusões.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Francisco!
ai menino, saudades mesmo! Que bom te ver!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

BBezinha...
a eternidade tá correndo atrás de mim, e esclarecida aqui, acho que só minha máquina de lavar, que sabe o que fazer direitinho.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Djabal
que poesia incrível..... a eternidade a despeito do ser.
Vc abrilhanta o meu céu.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Gisele
gótico, uau, e não é que é mesmo?
Só vc pra ver coisas assim!
Obrigada querida!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Poque...
cada palavra tua me remete a imagens, a lugares, que nem sei de onde aparecm em mim. Sim.,.... tudo e nada, pouco e muito.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Tânia...
que bom saber que vc se agrada do que escrevo. Vale muito pra mim.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Alice
vc viu que tem o nome do artista. Faça uma busna na NET, ele tem fotos incríveis.
Obrigada pela visita, sempre bem vinda.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Pérola....
que bom ter vc brilhnado aqui.
Feliz dia do amigo pra vc tbm, minha querida amiga.

Sylvio de Alencar. disse...

Seu?
Então, é uma outra leitura; talvez, com o mesmo peso...



PV.: terive
- e te peredi...

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

hum? Silvius....

que poeta da PV

Patrícia Gonçalves disse...

Puta que pariu!!! Você quando arrasa, arrasa mesmo!!!

Lindo, moça, anjo e tudo o mais que você é!!!!

beijão lindona!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Patrícia....
arraso sou eu, dois dias sem entrar no blog, cabsada, resfriada, meio cheia, vc sabe, vc sabe. Obrigada por vir me ver....


voltar pro céu