.

.

terça-feira, 13 de julho de 2010

Presente da Galizia

 
Do mar pola orela
mireina pasar
na frente unha estrela
no bico un cantar.

E vina tan sola
na noite sin fin
que inda recei pola probe da tola
eu, que non teño quen rece por min!

A Musa dos pobos
que vin pasar eu,
comesta dos lobos,
comesta morreu...

Os ósos son dela
que vades gardar.
¡Ai, dos que levan na frente unha estrela!
¡Ai, dos que levan no bico un cantar!

Manuel Curros Enriquez
Fotografía de Sam Rock



Hoje recebi este presente do Roque. Me calo diante dessa evidência, tantas vezes evidenciada, que parece até prova irrefutável de evidências vindouras. 

Como, mas como gentefina que, alguém que nem me conhece, pode saber tanto de mim-  mais do que aqueles que se gabam de terem vivido a vida a meu lado -, pode saber tanto dos meus sentidos, dos meus desvarios, do meu coração vagabundo?

Quem leu "Mulheres que Correm com os Lobos", conhece a Mulher Esqueleto, conhece La Loba, sabe como tem tudo a ver com esse tipo de mulher que eu sou. E esse poema.... fala disso, falando também da estrela e do canto calado em lábios abertos. Lá no blog do Roque, tem também um vídeo de música Galega, que é, sem tirar nem pôr, pura música celta, cultura que idealizo e venero desde pequena.

Mas oquei, este blog está cada vez mais perto de se tornar um blog de comadres e compadres... e daí?

Madrinhas e padrinhos, pequenos pais que me acolhem na falta de pais de sangue! Obrigada! 

Obrigada Roque, que embora tenha que traduzir tudo que escrevo, lê sem problemas, o mais íntimo do meu ser!

28 comentários:

VALVESTA disse...

Olá querida, temos amigos que entende nosso coração, até mais que um irmão, e amamos. Beijos e linda noite.

Dead or Alive disse...

Ora direis, ouvir estrelas, e sentir o chão sair debaixo de seus pés....isso é música, isso é amor e amar é compartilhar.
Obrigado por sua gentileza em seguir nossa simples alcatéia; mas ela está lá pra isso. Vc já tem seguidores demais, rs ficarei como um bom lobo, observando do alto da montanha tudo que acontece a sua volta.
Enjoy!!!!!!!!!!!!!!

betina moraes disse...

lindíssimo!

você, minha querida, merece!!!!

Sonhadora disse...

Minha querida
Um lindissimo poema, muito sentimento.
Realmente há pessoas que vivem connosco uma vida e somos umas desconhecidas, pelo contrário pessoas que não nos deviam conhecer...sensibilidade.

Beijinhos
Sonhadora

Carol Morais disse...

[com. sem acentos]
Wal,
eu acredito que as pessoas te conhecem muito pelo fato de que vc tem um jeito muito singular com as palvaras. As palavras sao as mesmas(tirando alguns neologismos teus que sao super bacanas) mas o que te dierencia do restante dos escritos eh a tua forma de organizar(ou desorganizar) as palavras.
Voce eh muito transparente. Eh bom conviver virtualmente com gente assim.

Um beijo!

Gerana disse...

Lindo, lindo, lindo!
Um lindo presente para uma mulher linda (por fora e por dentro).

sam rock disse...

Walkyria no tema pues hubo un tiempo en que el idioma que ahora habla y el que me pertenece por nacimiento eran comunes en un amplio espacio de la península Ibérica (hoy España y Portugal), cruce de caminos de muchas razas y culturas que ha favorecido un mestizaje muy presente en la actualidad, como pasa en su querido Brasil, cuyo idioma entiendo y comprendo, como comprendo sus acertados y sentidos artículos, poesías y prosas.

Me alegro que le guste todo: la poesía, la imagen y la música.

Bicos, beijos, besos.

César Sempere disse...

Muy hermoso.

Un beso,

Tania regina Contreiras disse...

Há quem nos olhe uma eternidade, Walkiria, e não nos veja nunca; há quem nos pouse o olhar por um segundo e nos compreenda para sempre. Mas é, sim, muito bom quando alguém nos decifra, não? Fico feliz por esse encontro e esse decifrar de alma.
Beijos,
Tânia

Gisele Freire disse...

Walzinha
Que bela poesia!
Vc merece!!!!!!!!!!
bj minha linda:)
Gi

SKIZO disse...

wonderful
Work

good
sources
of
Inspiration

Phivos Nicolaides disse...

Oi amiga. Muito bom trabalho. Cumprimentos

Sergio disse...

Olha, Wal...Candice, vou tentar falar sério, minha teoria é a seguinte: desde que surgiram os blogs, se o cara (a mulher, tbm, claro) quiser procurar melhor a sua turma ou até o alguém com quem deseja juntar os trapinhos, blogs são um espaço e tanto! Não são eles uma espécie de diário?... Não? É verdade. Não são tanto mais. Mas começaram sendo, certo? E daí que, quanto se pode conhecer mais sobre alguém do que lendo o que o outro escreve? Quando, numa balada, barzinho, enchendo os córni, se pode saber tão brevemente de alguém, sem que o outro nem abra a boca?

Claro, o outro pode ter mau hálito, uma voz esganiçada, mas pra isso existem webcan, o telefone, Halls Mentolipitus e tratamento médico cirúrgico se precisar...

Porque, por exemplo, caí aqui e numa atenta passada de olhos já te disse que eu te amo? Te li, gentefina. Peguei rápido o teu jeito de falar, inclusive. E em te lendo, posso me imaginar num barzinho no meio de uma galera, careta ou enchendo os córni, depois de alguns minutos de papo, ainda mais altinho, te dizendo e nos dizendo em uníssono “eu te amo!” do mesmo jeito, certeza e intensidade. C num v? Claro, com aquele bafinho de manguaça, mas aí, bebendo juntos, quem de nós vai reparar?

Droga. Não consigo falar sério. Mas a teoria do blog como alcova ou dos melhores locais pra se fazer amizades -eu avacalhei, mas- é bem séria, viu?

Assim como sério estava e estou quando te digo, que te amo porque minha alma se reconheceu na sua. E por onde tudo começou?

No meu buteco ou no seu?

betina moraes disse...

Ô wal...

eu acho que será preciso permitir que você misture nossa parte Você com a parte só dele, sérgio. cacetada, ele parece você falando!!!!

necessitamos de uma reunião urgente!!!!!!

PV: quigenes

tradução: é a abreviação de uma pergunta seríssima que o doutor albieri fez a você em seu importante laboratório de genética da novela O Clone, quando tentava desvendar suas semelhanças com o sérgio: qui genes esse cara roubou de você, wal?

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Gentefina
amei os comments, mas não estou em casa. Respondo depois.... me aguardem.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Val, chará!

tem amigos assim, eu costumo dizer que é a família espeiritual que escolhi.
beijo grande e obrigada por vir mergulhar por aqui.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Dead or Alive
adoro uma alcateia, me sinto em casa. Fique à vontade, como bom lobo que é, de me observar. Eu pensarei nisso!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Sonhadora
vai entender, né? Vamos então viver essas possibilidades.
beijo enorme

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Crola
vc esperta como sempre, deixa claro que, quem desorganiza as palavras, é boa de conviver, virtualmente. ejjejejeej, risada sarcástica.
PQ pessoalmente, é dose filha!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

ah Gerana minha flor....
sempre me animando, sempre pertinho....obrigada. Já disse o quanto te gosto?

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Roque, é verdade, além de beço celta, a Galizia já pertenceu a Portugal, velhos tempos...mais mágicos.
Mas hoje trmos eta mágica aqui, a NET, que mágica...

Obrigada de novo, pela compreensão em todsos os níveis.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

César
obrigada por compartilhar!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Tania
podem precer apenas palavras, sempre, nunca, eternidade.... mas elas revelam esse desconhecido, isso que ocorre fora do tempo, dos padrões aceitos por nossa lógica.
Obrigada Tania, e adorei as flores novas!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Gisele....
tão gostoso ver vc, sua lindona!
Bela poesia, né?

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Skizo
thanks, and great summer for you!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Phivos
adoro ver teu sorriso!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Sérgio
vc é muito complexo, parace eu. Sei que responder depois de algum tempo, faz perder o "elan" ou "ecran"..rsrsr, mas já perdi tanta coisa que um dia vira o velocímetro e começo a achar.

Mas vai daí que, a Betina tem razão, vc parece eu falando. Será que me incomoda? Um pouco, respondo no ato e depois não quero escrever nada, parecendo que sou repetitiva.

Mas sim, e não. Sim e talvez, sei lá.
Qqr lugar dá pra arrumar qqr coisa. Mas hoje em dia fico feliz mesmo de achar exatamente o que eu procurava. Tipo vou a uma quitanda, acho frutas. Vou ao posto, gasolina, e assim por diante. Nada de achar banana na livraria.

Então, o blog pra mim é pra me saber ouvida e lida por pessoas que gostam de se ouvir, de se pensar, de criar essa magia que transforma escritor e leitor, e que muda tudo....depois de ocorrida.

Sim, posso dizer mesmo que te amo, pq é verdade. Vc já me incomoda, e normalmente isso é sinal de amor....hehehe, olha a doença da pessoa.

Agora, deixa te dizer que o melhor do meu blog são os comentaristas. Vc viu o que a Betina falou? Deixa dizert tbm que, PV é a palavra de verificação, que é um ptonisa, não mente nunca, viu Clone....

e obrigada...gosto muito de te ler!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

BETINA!
PV: quigenes

essa PV está demais, aliás demais é vc de ionvocar o falecido dr albieri, nas nossas experiências genéticas no siliClone.
Betina, vc é a maior, a maior mesmo.
Vc não existe, não está no gibi, e muitas outras frases cafonas desse tipo, mas absolutamente verdadeiras.
Vou publicar qqr hora, a PV que vc enviou por mail pro povo ver que não mentimos!

te amo


voltar pro céu