.

.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Marina,... você se pintou?

 .

por Maurício Abdalla(*)

Marina, morena Marina, você se pintou diz a canção de Caymmi. Mas é provável, Marina, que pintaram você. Era a candidata ideal: mulher, militante, ecológica e socialmente comprometida com o grito da Terra e o grito dos pobres, como diz Leonardo.

Dizem que escolheu o partido errado. Pode ser. Mas, por outro lado, o que é certo neste confuso tempo de partidos gelatinosos, de alianças surreais e de pragmatismo hiperbólico? Quem pode atirar a primeira pedra no que diz respeito a escolhas partidárias?

Mas ainda assim, Marina, sua candidatura estava fadada a não decolar. Não pela causa que defende, não pela grandeza de sua figura. Mas pelo fato de que as verdadeiras causas que afetam a população do Brasil não interessam aos financiadores de campanha, às elites e aos seus meios de comunicação. A batalha não era para ser sua. Era de Dilma contra Serra. Do governo Lula contra o governo do PSDB/DEM. Assim decidiram as famiglias que controlam a informação no país. E elas não só decidiram quem iria duelar, mas também quiseram definir o vencedor. O Estadão disse: Serra deve ser eleito.

Mas a estratégia de reconduzir ao poder a velha aliança PSDB/DEM estava fazendo água. O povo insistia em confirmar não a sua preferência por Dilma, mas seu apreço pelo Lula. O que, é claro, se revertia em intenção de voto em sua candidata. Mas os filhos das trevas são mais espertos do que os filhos da luz. Sacaram da manga um ás escondido. Usar a Marina como trampolim para levar o tucano para o segundo turno e ganhar tempo para a guerra suja.

Marina, você, cujo coração é vermelho e verde, foi pintada de azul. Azul tucano. Deram-lhe o espaço que sua causa nunca teve, que sua luta junto aos seringueiros e contra as elites rurais jamais alcançaria nos grandes meios de comunicação. A Globo nunca esteve ao seu lado. A Veja, a FSP, o Estadão jamais se preocuparam com a ecologia profunda. Eles sempre foram, e ainda são, seus e nossos inimigos viscerais.

Mas a estratégia deu certo. Serra foi para o segundo turno, e a mídia não cansa de propagar a vitória da Marina. Não aceite esse presente de grego. Hão de descartá-la assim que você falar qual é exatamente a sua luta e contra quem ela se dirige.

Marina, você faça tudo, mas faça o favor: não deixe que a pintem de azul tucano. Sua história não permite isso. E não deixe que seus eleitores se iludam acreditando que você está mais perto de Serra do que de Dilma. Que não pensem que sua luta pode torná-la neutra ou que pensem que para você tanto faz. Que os percalços e dificuldades que você teve no Governo Lula não a façam esquecer os 8 anos de FHC e os 500 anos de domínio absoluto da Casagrande no país cuja maioria vive na senzala. Não deixe que pintem esse rosto que o povo gosta, que gosta e é só dele.

Dilma, admitamos, não é a candidata de nossos sonhos. Mas Serra o é de nossos mais terríveis pesadelos. Ajude-nos a enfrentá-lo. Você não precisa dos paparicos da elite brasileira e de seus meios de comunicação. Marina, você já é bonita com o que Deus lhe deu.

(*)Professor de filosofia da UFES, autor de Iara e a Arca da Filosofia (Mercuryo Jovem), dentre outros.
.

20 comentários:

*Mi§§ §impatia* disse...

Oiê!!!!
Estou de volta e com força total.....
Como vc tá? Muitas saudades de passear por aqui......espero que também esteja com saudade dos meus cantinhos. Te espero ok?
Beijos no coração.
Miss.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Oi querida Miss Simpatia!!! ((♥̮̃♥̃))

que bom te ver, animada, alegre, bonita!!!!
Saudades sim, Vou te ver loguinho mais.

Sylvio de Alencar. disse...

Rsrsrs!!!!
Rindo gostoso pela sua criatividade em associar o nome de Marina a uma musica tão bela... Só vc mesmo!!
Quando quer, vc faz nossos corações sorrirem!

Ninguém se preocupou realmente com ela... (estou ouvindo o acústico dos Scorpions neste momento), nem Dilma, nem mídia, nem Serra.

Lá, na boca da urna (perdi a chance de votar num 2º senador..., me compliquei na hora), pensei: Serra ou Marina? Venceu minha esperança e fé numa inteligência - e postura - mais clara. Votei nela. Não queria a Dilma (somos antagônicos nessas partes), não fazia questão do Serra, só queria um Brasil melhor..., um Brasil onde idéias claras são colocadas de maneira inteligível.
Eu sabia que ela não iria levar o caneco, ela sabia...!

Vc quer saber?, acho que ela vai liberar os seus eleitores. Quer apostar?
Até porque muitas pessoas que votaram nela odeiam o Serra, e o que ele significa.
Por outro lado, tem uma turma (muitos), que não querem a Dilma. Só se for louca para meter a mão nesta cumbuca!

Me formei hoje...

Estou aqui pois encontro uma conversa de nível; além do mais, vc não está mais surtando quando se critica a Dilma. :)
Agora, meter o pau no PT...: NEM LONGE DE VC ME ARRISCO!!

BJS FOFUTCHA!

Phivos Nicolaides disse...

Muito interessante. Calorosas saudações Travelling

Eurico disse...

Maavilha de postagem.
Criativa e persuasiva.
Espero que a musa Marina leia e aceite a bela cantada plítica.
E que os petistas sectários entendam isso que aqui se diz.
Eu entendi e votarei agora com o Lula.
Mas... nem todos falam como vc, nas bandas vermelhas da nação. rsrsrs

Gerana Damulakis disse...

Só para deixar um beijo. Sua viagem está próxima,W. E, quando voltar, já sabe.

Beto disse...

Walll,
Achei este texto ótimo quando recebi lá no nosso grupo, tanto que encaminhei para alguns amigos que compactuam com a mesma idéia, agora, quando você disse que publicou no seu blog, pensei: preciso ver isso, porque sua percepção é única. Eis que me deparo com uma figura ilustrando o texto (de muito bom gosto por sinal), uma posterização em tons de azul sobre fundo amarelo. Gostei, mas também fiquei pensando: pô, um texto destes com uma ilustração, serve até para eleitor do tiririca. Só você mesmo, nega, prá ter uma sacada destas.

CAROLINA CAETANO disse...

Eu adoro sua força, Wal. Diz sem amarras, ficam as coisas ditas mais leves do que seriam.
Eu estava conversando com uns amigos e chegamos à conclusão de que os professores serão os primeiros a trazer à tona todo tipo de indignação, caso Marina apóie Serra. De fato, já estão aí!
Viu o Arnaldo Jabour falando no Jô? Não gosto muito dele, mas quando ele falou sobre a pintura da Marina, foi sensacional. Os dois, assim como você, deixaram a história mais docinha!
Um abraço e tanto, Wal!

há palavra disse...

"Filhos das trevas" versus "filhos da luz"? "Toda luz projeta sua sombra" [sabedoria taoísta]...
Abraços!

Marcantonio disse...

Muito bom. Aguardemos para ver o que sai desse imbroglio. Seria a sustentabilidade um projeto personalista?

Abraço.

Manuel disse...

Que magnifica análise.
Não me devo imiscuir em situações politicas que não me dizem respeito mas, tenho a minha preferência.
Espero ir ao encontro daquilo que seja justo e que vá de encontro as vossas preferências
Um beijo e o desejo de bom fim de semana.

betina moraes disse...

o texto é maravilhoso!


beijos e beijos e beijos....

ROBERTO disse...

Sabe que eu acho que os eleitores da Marina, pelo menos em grande parte, "não têm dono" e vão escolher independente do que ela venha a fazer. Os votos dela nunca me pareceram "dela" ou do PV - que entrou e saiu da campanha do mesmo tamanho; Tá mais pra uma voz descontente que não tá satisfeito com as candidaturas tradicionais e que acabou encontrando eco no discurso ecologicamente correto. Meu receio é que nas entrelinhas desse discurso da sustentabilidade percebi uma amargura, ódio e desejo de vingança muito grandes, além de um perigosíssimo fundamentalismo religioso suficiente pra conquistar os votos dos histéricos por conta de manipulações grosseiras -a respeito do aborto, principalmente.
Eis que o que todo mundo comemora como uma vitória da Marina, na verdade não passou de uma vitória da quadrilha de FHC, ressurgida na tal onda verde.
Marina sai da campanha como entrou e continua com a mesmíssima expressividade política: nenhuma.
Seus 20% de votos são de uma volatilidade que torna quase impossível traçar uma previsão pro dia 31. Tudo vai depender da quantidade de "opiniões polêmicas" da Dilma que a mídia e os blogs limpinhos vão levantar.
A mídia tá meio sem o que atacar, mas esse é o meu ponto de vista. No ponto de vista do povo a simples menção de termos como câncer, aborto, maconha, já é o suficiente pra criar uma histeria coletiva e todo mundo ir correndo votar no candidato mais insignificante.
Minha única esperança reside na imensa rejeição do Sr. Burns, grande até em SP.

Lua Nova disse...

O texto me emocionou pois, por mais que eu deteste, sou patriota.
A Marina representa pra mim, algo pelo qual eu esperei por muito tempo. Eu votei no Lula da 1ª vez e depois todas as minhas esperanças cairam por terra. Houve avanços? Houve, mas aqueles necessários, não para melhorar o país, mas para lhe darem a chance de se estabelecer no poder por muuuuuito tempo, assim como fizeram seus antecessores. Ao país, bananas, descompassos, não vi, não sei, não ouvi!
Espero realmente que Marina, no tempo certo, chegue ao poder e me mostre que sim, nós podemos ser melhores, nós podemos ter um governo limpo e verdadeiramente comprometido com o país.
Beijokas.

sam rock disse...

Un abrazo Walkyria, que pase un feliz fin de semana.

Carol Morais disse...

Minha mãe me mandou um e-mail com esse texto. Minha chefe de trabalho também. A mamÃe pegou e mandou de novo.
Como eu queria estar aí para poder votar!

Carol Morais disse...

E digo mais!
O Serra disse que era um "ambientalista convicto" (E eu sou neta da Hebe)

Olhaí Wal:

http://www.youtube.com/watch?v=Pug_mWvqq_k&feature=player_embedded

Beijoteamo

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Ai gentefina, tô meio relapsona....
quero fazer nada....num queto responder....num quwro navegar.... quero cerveja e filminho... desculpa aí!

Aline Netto disse...

Oi!
Como vc seguia o Devaneios, vim aqui para avisar que ele acabou, agora estou com um blog novo anota aí: www.datilografiaparamadores.blogspot.com
Espero que goste e siga também! Será muito bem vindo!
Beijos!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Gente, vim ler de novo os comentários, vcs são demais mesmo. Que variedade, que riqueza.


voltar pro céu