.

.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Carlos Trigueiro

.
.
Gentefina.... se todo escritor que a gente cita, fosse mandar um livro de presente para nós, bem, teríamos uma das maiores bibliotecas do mundo. No meu caso, onde  alguns dos prediletos estão mortos, como o Goethe, o Otávio Paz, Hermann Hesse e Rudolf Steiner, teria que existir um sedex celestial. (devo dizer que a  Isabel Allende está viva, e nem tchum pra mim)

Mas nem sei se vivos, eles teriam o amor, despreendimento e entusiasmo que o escritor  Carlos Trigueiro teve. Vou parar de ensebação e explicar.

Na aba Gente desse Planeta, eu citei um trecho do "Confissões de um Anjo da Guarda".
Depois, durante a campanha política de 2010, citei outro trecho, de outro livro, "O livro dos Desmandamentos". Essa citação falava da maldição do pau torto, a letra J. Bom, não vou repetir tudo de novo, mas é muito bom o texto, do escritor Carlos Trigueiro, que sabe como capturar a gente. Vai lá, vai, vale a corridinha.

Vai daí que, ele me respondeu, e cheio de entusiasmo, pediu meu endereço e me mandou dois livros de presente. Um, extra esgotado, que ele achou num sebo, "O Clube dos Feios".  O outro, "Memórias da liberdade"! Fico sem palavras....quem me conhece sabe como  a liberdade e suas múltiplas personas, me interessam, me corroem e me salvam.

Carlos, obrigada pelo presente, por tanto carinho e atenção, pelos momentos fora desse mundo que você me proporcionou com teus escritos, por todas as luzes que você acendeu na minha alma e, agora, pela Liberdade que você me enviou num momento de tanta escravidão.

PS- No prefácio da segunda edição, eu já havia me rendido às Memórias  da Liberdade. 

16 comentários:

betina moraes disse...

wal...

que gente fina é o carlos trigueiro!


palmas para ele.

só por causa do gesto tão ideal que ele teve com você, vou pedir de natal aqui, aos meus, um livro dele! me diga um, por favor.

(todo natal escrevo na carta para o papai noel o meu presente e sempre é livro!)


um beijo, amor.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

BB meu amor, peça o Confissões de um anjo da guarda. Os outros são mais difíceis de encontar. Eu gosto da escrita dele, dojeito que ele vê o mundo, o outro e ele próprio.
Saudade de vc, de mim, das nossas risadas.
Amora, me manda o mail da Gisele e da Carolina, please.

esferografia disse...

Quero ler tudo que me cair a mãos, quero entender o pensar de muitos autores por aí, moça além de lindo seu blog é informativo e cultural, hospedo-me aqui seguindo-te!

Carol Morais disse...

Wal.
Sumi, voltei. Eu sempre volto...como passarinho...ou como fada! rs
Que saudade de você, de te ler e de escrever. Blogar é bom demais, mas também é bom tirar umas "férias".
Estive em S. Francisco e agora estou aqui em Reno-Nevada. Volto para o Brasil em Janeiro e estou morrendo de saudades, acredita?
Ai que bom voltar aqui no MEU céu (como sou possessiva).
Tu ainda me ama? Não me esqueceu, né?
Um beijo cheio de brilhooooo e amor!

Carol Morais disse...

Detlhe: Carlos Trigueiro...amei. Amo tuas sugestões, viu?!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

BB
tem tbm o Livro do Ciúme.....

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Esferográficas
eu gostei muito do teu blog, e agradeço suas palavras. Seja bem vinda!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Carol
eu te amarei sempre, ou não, não sei. Mas vc desaparecer para viver outras histórias, nunca será motivo de rompimento.
E esse céu é seu mesmo.

Agora explica aí....vc foi estudar ou fazer turismo?

Vou te dedar pra Federal heim!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Carol...vc ia adorar este livro, se passa aí, nessa parte de cima do Brasil que a gente costuma chamar de Nordeste....rsrsrs.

Manuel disse...

Sou eu que estou a perder mas não conheço Carlos Trigueiro.
O seu escrito e o entusiasmo com que cita este escritor vai-me levar a procurar um dos livros para ler.
Vir a este Blogue é enriquecedor porque aprendo sempre algo mais.

betina moraes disse...

vou ficar com o do ciúme, com certeza...rs

Jéssica L. disse...

Olá, eu vim passar aqui para agradecer o seu comentário lá no meu blog. Na verdade, eu discordo do Roberto quando ele diz q as empresas não querem q o operador preste um bom atendimento, eu ate deixei um comentário lá no blog dele explicando o porquê, pois como eu já tinho dito no post, eu já trabalhei em uma dessas empresas e sei q lá a pressão é muito grande para vc prestar um atendimento de qualidade, eles nos monitoram toda semana, eles tem todo um sistema de notas e porcentagens de aderência ao sistema, reclamações, casos anatel etc q geram uma nota de 0 a 100 para cada operador. Dessa média eles exigem q todo operador tire acima de 70, o que não é muito fácil. Além disso, o investimento deles em TI é pesado. O que falta mesmo para o bom atendimento, como eu disse, é uma boa infraestrutura para o operador. Isso das pessoas acharem q são as empresas q não querem q seus operadores sejam bons se deve ao fato de geralmente pensarem q os operadores são ruins pq as empresas não proporcionam um bom treinamento para eles, mas isso não ocorre só com as empresas de telemarketing, acontece com muitas outras, só q na verdade o treinamento não é o mais importante pq vc pega o jeito mesmo é na prática, o treinamento só mostra o caminho. Abraços.

http://insanamentehumano.blogspot.com

Irene Moreira disse...

omoé bom compartilharmos com pessoas assim que além de bons esc ritores sabem reconhecer o valor daqueles que entendem e admiram o que escreve.

Sou uma pessoa que amo os escritores que leio através do que escrevem.

Muito gratificante!
Beijos

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Manuel,

vc ia adorar, ia mesmo, ele tem algo de extraordinário na escrita...assim como a sua escrita.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Irene
é verdade, a gente pode ler uma pessoas através da sua escrita.
Obrigada pela presença!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Jéssica
as opiniões são contraditória, num assunto muito abrangente. Mas devemos considerar a palavra de alguém que, como vc, esteve dentro do lance.


voltar pro céu