.

.

domingo, 1 de janeiro de 2012

Salve o céu de 2012

.
.
Exatamente à meia-noite deste domingo, 
após 365 dias, 6 horas, 
9 minutos e 9,5 segundos, 
o planeta Terra completou mais uma volta em torno do Sol.
.
Foram 939.95 milhões de quilômetros percorridos à incrível velocidade de 107 mil quilômetros por hora.
.
Uma viagem tão suave que nem percebemos.
Exatamente à zero hora de domingo começou 2012!
fonte: apolo11.com 
.

14 comentários:

Tania regina Contreiras disse...

Que 2011 comece com luz, clareza, transparências, mas também...mistérios! rs
Beijos,

Vapor disse...

Relativity is fun!

Leonardo B. disse...

[esse céu que partilhamos, estrela de qualquer lugar que nos orienta a céu aberto, o tanto que temos por partilhar, aqui, também...

aqui, aí, em qualquer lugar!]

o primeiro de muitos abraços que este ano irá conter, por certo, Walkyria

LB

angela disse...

Cada dia uma volta que a gente não sente que ela dá e já teve gente queimada por isso. Nem sempre o que sentimos é verdade. Grande lição que a terra nos dá.
Beijos

Cacá Mendes disse...

Passando no teu pedaço de Céu, pra te deixar um abraço apertado; dizer da minha alegria com tua visita lá no meu daquele, e tuas preciosas palavras... O fogo que move nisso de escrever,escrever, escrever. Até bem breve, com um feliz 2011!

betina moraes disse...

Manuel disse...

Cara princesa, uma mulher presidente deve ser um orgulho para todas as Brasileiras.
Que o tempo traga essa certeza.
Quero agradecer as palavras lindas com que me presenteia.
Fico vaidoso e orgulhoso em ter tal amiga.
Obrigado,

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Tania
clareza não é o contrário de mistério, e vc, sabida toda vida, sabe bem disso.
Salve o novo ano e as amizades antigas.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Vapor!
yes!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Leonarado
amigo querido, here, there and everywhere.

sam rock disse...

Un fuerte abrazo, Walkyria.

Entonces
recogí
otra vez mi estrella,
con cuidado
la envolví en mi pañuelo
y enmascarado entre la muchedumbre
pude pasar sin ser reconocido.
Me dirigí al oeste,
al río Verde,
que allí bajo los sauces
es sereno.

Neruda

Carol Morais disse...

Meu amor, minha amada linda. Wal, UAU, VOLTEI!
Olha só...Pensou que eu fui embora pra sempre? Fui nada...eu ein...difícil demais eu desgrudar de você! Voltei para cá e para o blog...já até escrevi novamente!
Como você está? Tenho muitas novidades...a principal vem em dose dupla: me formei no finzinho do ano passado e já passei no Mestrado. Estou craque (e crescida). Agora posso fumar um cigarro e dizer que vivi muito. RÁ
AMO VOCÊ, parte-de-mim.
:D

Carol Morais disse...

Meu amor, minha amada linda. Wal, UAU, VOLTEI!
Olha só...Pensou que eu fui embora pra sempre? Fui nada...eu ein...difícil demais eu desgrudar de você! Voltei para cá e para o blog...já até escrevi novamente!
Como você está? Tenho muitas novidades...a principal vem em dose dupla: me formei no finzinho do ano passado e já passei no Mestrado. Estou craque (e crescida). Agora posso fumar um cigarro e dizer que vivi muito. RÁ
AMO VOCÊ, parte-de-mim.
:D

Sylvio de Alencar. disse...

Escrevo em 29 de janeiro.
Faço isso para estar em uníssono neste começar. Participo pois de um momento ocorrido no passado. Esta ferramenta permite que atuemos no passado, legal né.
A idéia do Planeta deslizar pelo espaço silenciosamente é bem intrigante: um monstrão desse flutuando, suave..., em volta duma estrela. Muito louco.
Pô, e a velocidade??? No equador ela é de 1.674 km/h..! E tudo rola como tem que ser. Tudo! Até esta gripe que estou sentindo vir neste ensolado domingo.

Localizei através da ilustração, que as maiores estrelas 'perto' da nossa galáxia, Betegeuse e Rigel (IMENSAS!), estão pertinho do cinturão de Órion (as Tês marias).

Abração.


voltar pro céu