.

.

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Cansei!

.
.
Gentefina, tem um grupo na net a que pertenço (ai, que bom pertencer) que um amigo respondeu pra um outro, esta jóia.

"...você continua fazendo perguntas,
respondendo
e conversando consigo mesmo
e analisando
e concluindo com muita rapidez."
José Márcio

Fala gentefina, se as pessoas saissem de seus quartos escuros, de seus próprios pensamentos, pra variar, e deixasse apenas o ouvido funcionar....
Se a gente conseguisse apenas ouvir, sem julgar, analisar....
Se a gente pudesse apenas ouvir, sem engendrar um resposta coerente, inteligente, filha da puta ou insolente.....

Enfim, tô pedindo muito, de mim, dos outros.? Ah tô mesmo.
Tô de saco cheio, quero uma nova ordem, aliás quero ordem nenhuma, mas algo tem que mudar, algo tem que acontecer.

Não podemos mais viver nesse mundo de surdos-mudos de araque.
Ou reconheçamos isso, e seja o que Deus ou o Diabo quiserem.
.

27 comentários:

Valquiria Calado disse...

Sabe porque? a hipócrita humanidade só falo o que pensam que queremos ouvir, diacho, e quando queremos mesmo ouvir a verdade, silenciam.

xero amore.

Tania regina Contreiras disse...

É...eu entendo o que vc diz, Wal...ESCUTAR está sendo cada vez mais raro, Ouve-se, mas não se escuta...
Beijos,

betina moraes disse...

wal... eu topo a nova ordem!

Marcantonio disse...

Caramba, que situação! Um comentário aqui pode se tornar uma tremenda bandeira! Porque esse post não deveria ter comentário, apenas leitura.
Mas eu sei lá! Em suma, trata-se de reivindicar comunicação autêntica? Mas se reivindicamos audição será de nós mesmos que queremos falar? Se for, voltamos ao mesmo autismo e o outro exigirá ser ouvido. A solução seria falar de algo comum, um mesmo pão humano, falar seria acompanhar, con-versar então. Aquela coisa dos conjuntos, a intersecção. O problema é que os conjuntos, a maioria, estão vazios, o que vem a dar num conjunto intersecção também vazio. Ou estão extremamente cheios de si mesmos, lotados, o que também dá como resultado um vazio-do-outro. Acho que nem todos querem o mesmo pão,

Mas será que o mundo não foi sempre assim? E talvez o que se ganhe seja algo que pula involuntariamente da órbita dos egos, como um elétron, captado como um choque por um terceiro sujeito que que não tinha nada a ver com isso, a princípio...

Porra, tomara que isso tenha sido um comentário incoerente!

Abraço.

Marcantonio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
lucidreira disse...

Não sei nem o que dizer, estou no mesmo barco, os palavras não ecoam, são meras palavras ao vento.
Abraço

Diego Schaun disse...

OI Walkyria. Parabéns pelo teu blog. Gostei dos textos. Muito sofisticados, requintados! Adorei.

Sou Diego Schaun, poeta e músico baiano. www.diegoschaun.blogspot.com
Espero que goste!

Abraços, boa tarde!

Carol Morais disse...

Enquanto eu lia, parece que meus ouvidos iam se dilatando...
Me toquei que muitas vezes falo demais e me preocupo muito em sempre responder a tudo. É bom dizer um " eu não sei", ou, simplesmente, não dizer nada.
É bom ouvir e guardar tudo na cabeça.
Adorei o post Wal! De verdade!
Um beijo

Carol Morais disse...

Ah, e eu entendi o uso do " surdo-mudo" no texto, mas só para ficar claro, quando a gente fala dos surdos (pessoas com deficiências auditivas) essa denominação já é errada e ultrapassada. Fala-se apenas "surdo".
Nem todo surdo é mudo. E, como você disse, o nosso mundo está repleto de surdos, mas que não são nada mudos, pois eles soltam o verbo cada vez mais!
Então, no teu texto, os surdos não são nada mudos,né? Pois eles não querem escutar, mas falam que é uma desgraça.

Beijo grandão sereia

César Ramos disse...

Olá Walkyria,

É isso tudo aí, certinho e direitinho, como você escreve! Este, é um mundo de gente cega e surda.

Por este lado, numa área bem cosmopolita, não é que uma senhora morreu há 9 anos em casa e, só agora, deram com o cadáver dela e o do cão? Como por qualquer razão não fedia lá na casa, não podia estar morta!!

Mistério!! Mas, os abutres da família, aparecem agora... quase uma década depois!!

Se fosse uma fofoca, todo o mundo comentava na rua etc. Mas como era pessoa idosa - faria agora 92 anos -, ninguém deu bola!

É a notícia macabra da semana, como macabra é a atitude da vizinhança, policiais e Ministério Público!

Na m/página do facebook tenho lá a notícia indexada.

Um abraço
César Ramos

Ju Fuzetto disse...

Escutar....

Talvez seria contemplar por segundos os próprios medos...

Eu me encontrei em suas letras.beijos

bom final de semana

Juci Barros disse...

Concordo com você.
Estava com saudades daqui :)

Beijos.

Danilo Sergio Pallar Lemos disse...

Seus pensamentos são extraordinários,estarei seguindo e sempre visitando.
www.vivendoteologia.bogspot.com

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Vaquiria...
eu nem sei mais distinguir entre verdade e falsidade....
As pessoas me confundem. Quero dar um delete geral!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Tania
impressionante.... impressionante!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Betina
vamos propor uma nova desordem!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Lu
a gente sente isso, uma descomunicação.....

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Diego
é pra mim sempre um parzer conhecer gente nova, ainda mais baiano e artista
bem vindo!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Carol
a gente foi trinada a responder, a participar, a se colocar. Muitas vezes somos forçadas a ter um posicionamento definido, quando ainda nem analisamos a coisa. Sei que é uma merda!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Carol
eu sei, eu sei. Mas o surdo que fala, é pq teve educação especial, que custa uma grana. E ele fala sem ouvir, lendo lábios.
O meu surdo mudo é assim, ouve nada e responde nada a ver.....rererere

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

César, bem vindo.

Olha, eu li um livro, que a senhora morreu e os cachorros a comeram....pode?
Ent
ào, a solid
ào das pessoas, a falta de laços verdadeiros, tudo isso me deprime muito.
Vou lá ver seu post e obrigada pelo comentário.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

JU

tem muito sentido. Nossos medos fazem com que escutemos na retaguarda já. Pra escutar o outro, primeiro temos que nos escutar.
Linda....espertimnha..... adorei!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Danilo
Obrigada e seja bem vindo!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Marcantonio
Não foi sem razão que te repondo por último.

Vc foi super incoerente, o que é a maneira mais pura de se expressar, na minha opinião.

Essa mistura de física, suas metáforas certeira e irretocáveis, me fazem pensar em como é difícil mesmo o con- versar, ou seja: versar algo em comum.

Mas, cheios de egos temerosos, cheios de anseios e passados colados em nossas almas, dificilmente estaremos falando da memsa coisa.

Enfim...sei lá.Só sei que me senti ouvida por vc.

Obrigada.......obrigada por ter aberto seu ouvido e coraçÃo.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Juci
eu tbm tenho saudades....
que bom te ver aqui

Rolando Palma disse...

Gostei muito quando respondeste a um comentário dizendo que querias dar " um delete geral".

E pergunto eu... e se for mesmo um " reset" ? O poder começar tudo de novo?

Beijos, bom fim de semana

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Rolando

puxa vida, tá vendo? ou tá lendo?
Por essa razão, mesmo quando me
descabelo e acho tudo um ORROR com
"O", que é o auge do horror, eu continuo. Porque aparece alguém como vc, que lê comentários que, diga-se de passagem, é o melhor dos blogs.

Ainda por cima, me dá essa puta ideia. Claro, resset é mais interessante, faz bem, segue, caminha....

Ah Rolando, vai desculpando aí, mas vc colocou as coisas pra rolarem!


voltar pro céu