.

.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

NINGUÉM PRESTOU ATENÇÃO NAS QUARESMEIRAS



"Pasme, com toda sua pompa, com toda sua cor, com toda sua arrogância, e sua beleza este ano a florada das quaresmeiras está passando quase que em branco.

Nada que não possa acontecer, tanto que aconteceu, mas raro, ainda mais em se tratando dessas árvores tão espalhadas pela cidade de São Paulo.

Não há canto por mais escondido ou distante que não tenha pelo menos uma quaresmeira. Seja numa calçada estraçalhada pela falta de manutenção, seja numa praça com o gramado praguejado e os canteiros sem flores, seja num quintal de casa velha, perdida no fundo de um bairro decadente, lá está ela. Raquítica, magra, com galhos quebrados, crescendo torta, tanto faz, lá está a quaresmeira, heroicamente florida nesta época do ano.

Mas este ano esta florada está passando em branco. Tão em branco que nem mesmo o ataque oportunista das paineiras que estão florindo antes para ocupar o lugar das quaresmeiras, está chamando atenção.

As chuvas de verão estão tão ensandecidas que não há tempo para se olhar as flores em volta, e muito menos as flores das árvores nas beiras das avenidas e ruas, ou nas praças paulistanas.

Não há tempo porque o tempo é curto para todas as ações necessárias para minimizar prejuízos capazes de desequilibrar a vida da família ou o bem estar da população.

As águas caem sem aviso. Como que brincando conosco, na forma como as nuvens escurecem o céu e fazem que vão, mas não vão. Para depois abrirem os chuveiros do céu sem outro aviso que o estouro do primeiro trovão. Não, nesta quadra não dá para olhar as quaresmeiras."

foto: quaresmeiras florescem em rua do Brooklin, na Zona Sul de SP (Foto: Roney Domingos/G1)
.

13 comentários:

betina moraes disse...

sensacional!


acho que o Dr. Antônio Penteado Mendonça conseguiu descrever muito bem a beleza visual e o impacto que nos causa uma árvore ou uma flor em nosso caminho.


sensível crônica de um bom escritor!


um beijo.

Walkyria Rennó Suleiman disse...

BB
vc curtiu as árvores de sampa.... falamos até dos manacás.

Elcio disse...

Ali no Golf club elas estao lindas ainda mais pq estao ao lado de ipês amarelos...parece q Matisse passou por ali. A visao q tenho é previlegiada...n q eu jogue golf, mas meu sogro tem um apto colado ao club em questao e do alto do 16 andar é uma pintura.

A Mina do cara! disse...

nada mais bonito que uma rua com árvores floridas... me lembrou de onde eu morava na primavera...

beijos

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Elcio
seja bem vindo

é verdade, tem muita árvore em floração em sampa. Cada uma tem sua magnitude num ano. Tem ano do Ipê amarelo, tem ano das paineiras, dos manacás.... muito lindo vivenciar isso.

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Mina do cara
e onde vc morava?

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Mina do Cara
adorei minha foto no teu álbum do face...... um cigarro depois!

betina moraes disse...

wal...

foi! eu fiquei comovida com algumas árvores de são paulo, impressionada também! existem árvores-poemas aí. a figueira que fotografamos é uma delas... colossal!

manacás, eu os amo!

beijos, querida.

PS: acabei de ver o selo... você é um amor!

Walkyria Rennó Suleiman disse...

BB
não ,sou todos os amores....
*:♥•ღ*¨*•♥✶•*:♥•ღ*¨*•♥✶•*:♥•ღ*¨*•♥✶•*:♥•ღ*¨*•♥✶•*:♥•ღ*¨*•♥✶•*:♥•ღ*¨*•♥✶•*:♥•ღ*¨*•♥✶•*:♥•ღ*¨*•♥✶•*:♥•ღ*¨*•♥✶•

sam rock disse...

Walkyria, cualquier floración, ya sea en la natureleza libre, como en esos megazoológicos que se llamana ciudades -que vivimos y sufrimos-, es a coisa mais linda que la visión humana tiene ante sí y, evidentemente, se puede disfrutar. Además no tiene precio. Comparto esa hermosa visión que tiene en las calles de Sao Paulo.

Un abrazo

Controvento-desinventora disse...

Aqui em Teresópolis é impossível não perceber essas árvores, que marcam, segundo minha mão dizia:
A paixão ,simbolizada na quaresmeira roxa, e o desepero,través da quaresmeira amarela. Sabedoria popular que sempre coloriu nosso imaginário à espera da páscoa.

Long Haired Lady disse...

caramba! vou ver se vejo uma aqui em Pinheiros!

Manuel disse...

Não conheço as quaresmeiras, ou por cá tem outro nome.
Mas pela bela foto posso notar a sua beleza.
Vou olhar para todas as árvores para ver se descubro alguma.


voltar pro céu