.

.

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Dois Lados


Tem um lado meu
Que diz SIM

Tem um lado meu
Que diz NÃO

E eu,
Fico tonta nesse meio
Vomitando
Uma grande indecisão

foto: WalkyriaSuleiman

26 comentários:

Helcio Maia disse...

Sorte sua, cara moeda, que tem somente dois lados. Sou, no mínimo, um dado, com outros tantos lados que, na maioria, deixo de lado, tentando ser alado, nas asas da poesia, para ficar somente em sua companhia e bem longe da dicotomia do sim e do não.

Paulo Francisco disse...

E nesta indecisão ficamos com o talvez?
Não sei...
Um beijo grande

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Helcio
vc vê se para de escrever no comentário, melhor que meu post viu....srsrrs

adoro!

Sandra Botelho disse...

Amiga estamos na mesma encruzilhada.
Que Deus nos ajude.
Bjos achocolatados

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Paulo
esse talvez engasga, não vou pra frente nem pra trás...empaco sabe?
bijo e obrigada

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Sandra
ai amiga, então vamos ficar juntinhas nesse dilema

bj enorme, morena linda e doce

MAILSON FURTADO disse...

E nessa indecisão a vida segue cheio de dúvidas...

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Mailson
como diz uma amiga minha, a vida vai passando e a gente nem sente.
Obrigada por vir!

Valquíria disse...

É nesse lugar do nãos ei que fazer que perdemos grandes oportunidades...vai e faz, sê só unicamente só o que te faz feliz.

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Valquiria...
sê só o que te faz feliz.
Que bonito.

Mas sabe quando a gente perde o rumo? GPS falhando.....porém essa frese tua diz muito pra mim.
obrigada

CEM PALAVRAS disse...

Wal,
Você é NORMAL!!!
beijos

Dino Costa disse...

Indecisão é como roda gigante ou chapéu mexicano, não é? A gente nunca sabe quando vai acabar e tem gente que até vomita. ;-p

A Mina do cara! disse...

Entre o sim e o não...

foda.

beijo e ótimo fim de semana

marlene edir severino disse...

Feito eu aqui: então fico com um pouco de cada um, um quase meio termo; mas nem sempre.

Às vezes radicalizo. Depende da lua, da voz do mestre interior. Arrisco um voo.

Beijo, querida!

manuel marques disse...

"Cada um de nós é uma lua e tem um lado escuro que nunca mostra a ninguém "

Beijo.

Leonardo B. disse...

[Esse nosso peito como um interruptor de vida, ora hesitando a luz, ora hesitando em mantê-la apagada...

ora a nossa intuição que se condiz e prediz de que lado fica a madrugada]

um imenso abraço, Walkyria

Leonardo B.

Francisco Coimbra disse...

Vómito bem poético :) Bjs

Tania regina Contreiras disse...

Ai, ai...por que será que a gente tem sempre que escolher, resolver, decidir? às vezes eu gostaria de acreditar que os deuses falam através das moedinhas e o "cara ou coroa" resolveria boa parte da vida!
Beijos, Wal!

Controvento-desinventora disse...

Melhor a indecisão, que as falsas certezas revestidas do que não somos...
bons caminhos

Noé disse...

... O risco de uma decisão errada é preferível ao terror da indecisão, Maimônides.

Noé disse...

Mas, também, dilema combina com poema ...

Carlos disse...

No te apures que vendré a tomar decisiones por ti.

No habrá dinero...pero guapa si que estas

Un Beso Grande

Carlos

Augusto Dias disse...

Uau!

Muito bom poeta!!!

Um abraço!

Manuel disse...

Mas não nos sentimos todos um pouco assim?

Denise disse...

O tempo é um grande remédio, deixe ele agir e encontrará a solução. Muita paz!

Manuel disse...

Obrigado, feliz com a sua visita.


voltar pro céu