.

.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Volúvel

.
Gentefina, ando num momento imagético, ou imaginário, ou numa história em quadrinhos. Perdi a palavra. O fato é que meu olhar está varrendo o espaço que ele alcança, e assim, não quero escrever, mas quero apenas ver.... ver tudo!

Tendo em vista (num guentei o trocaralho) que amo meu blog e que amo meus amigos, e que meu blog já foi chamado de Parque Temático sem Tema, vou postar algumas fotos. Sem ressentimentos? Té parece.... 

É que fico com uma frescura recente de fazer blog de fotos, de postar no Face, Instagram..... gentefina, muita tecnologia, e eu, uma volúvel, uma retardada que não se aprofunda em nada, quero abraçar o mundo. Tipo coração vagabundo.......

Mas fala sério, que tarde maravilhosa que fez hoje, que luz, estou fervendo de tons!


17 comentários:

ROBERTO disse...

Pô, gringa... vou-te falar... cansei de metade dessa carafernália... mandei o facebook pá porra! enojei de gente imbecil... fiquei com muito medo de ficar igual. Exceto uma ou outra zuada por conta do Vasco, ou minhas catarses estéreis, nada mais me apetece naquilo.

Mas, aproveitando um momento raríssimo, embriagado de vinho e de black sabbath, queria te pedir uma explicação... andei visitando meu próprio blog (nem eu tava indo, rs) e vi que tenho alguns seguidores bastante chegados à poesia... porra, logo comigo, que não entendo picas de poesia!? não entendo e, mesmo quando entendo, fico meio puto de, vez ou outra, me perguntar "será que entendi, mesmo?";

Outra coisa: poesia é pra entender? é pra sentir? se sentir, é porque entendeu? se entender é porque sentiu?

O incômodo, em resumo, é: como é que tanta gente interessante e erudita vem seguir uma merda como essa (phodase)!?

Mas tu é sabida... me explica aí.

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Roberto, my boy. Não posso explicar nada nesse mundo. Mas bem, acho que seguidores não é um barato sério. O cara vai lá, nem sabe do que se trata a porra do blog e sái seguindo. Eu mesma faço isso.

Quando alguém me segue, vou lá ver e se não for nada que fira(bonito heim) minha integridade, eu sigo. Mas enfim, integridade tbm é coisa discutível, desde que o mundo é mundo, e desconfio que antes disso.

Mas, continuando, caro colega, poesia, eu gosto das que entendo. Tipo Fernando Pessoa, Manoel Bandeira, Ana terra, Caetano Veloso(nas antigas) e mil outros mais. Mas quando não entendo, é como filme noir, ou o caralho que o valha, aí não gosto. Pq eu gosto de entender...... sabe?

Sou antiquada, libriana, corintiana e petista, ah e fumante, então comigo é preto no branco.
Expliquei?

Agora, eu sigo o Phoda-se pq entendo o que vc fala, pra dizer mais, ainda concordo. E fico triste que não tenha mais coisa boa pra seguir.... parece que muita gente tá desistida, ahahha.

Mas sabe, deixa de viadagem que vc nunca será igual a essa GENTE!

Tania regina Contreiras disse...

Wal, o que é mais bacana no seu blogue é a diversificação temática...traduzindo: você posta o que quiser, que o blogue é teu, e já tive vontade algumas vezes de criar um blogue bem mistureba, com um tanto de tudo. No mais, tua palavra é a grande vededete aqui (reconhecendo que há imagens belíssimas muitas vezes), é essa sua transparência e franqueza que fazer o Céu ficar Aberto e sempre lindo.
Beijos,

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Tania
putaquiopariu, como vc entende das coisas que nem a gente sabe ainda que tinha que ficar sabendo.
Verdade, eu não tenho postado nada, mas escrevo sabe, pra mim, pra não enlouquecer de vez.
Mas tô sem pique de dividir... ehehhe. Sei lá, não sei, mil coisas.

Querida, que bom que vc curte essa miscelânia, eu sou assim em tudo, misturada, atrapalhada, esgasgada e escarrada. Mas tudo muito bem organizado!!!!

Obrigada por sempre estar por perto pra, de um jeito forte e terno, me guiar de volta pra casa.

CEM PALAVRAS disse...

Wal,
Feliz em ver que você, aos poucos, está voltando à velha forma (irreverente), que é a que eu mais curto.
As fotos são suas, não é?
São de enlouquecer. Uma mistura de tons que se fossem ser pintadas à óleo pareceria fake.
muitos beijos

CAIS DO ORIENTE disse...

Wal, linda!!
A fotografia é a fala do olhar!!!
Bjs grandes!!!
Nádia

sam rock disse...

A veces, también salgo a la calle acompañado de mi cámara fotográfica sin más interés que ver por ella. De seguro, que siusted apareciese por una esquina,también caería bajo sus incruentos disparos. Pero no terminaría ahí el encuentro, pues usted y yo hablaríamos de cosas sencillas e importantes como las que aparecen descritas y escritas en su ceu aberto.

Un beso

ROBERTO disse...

hhahaha... nossa! eu tava doidão de vinho, rs. Mas o que postei é muito genuíno... sempre tive essa curiosidade distante pela poesia. Quase sempre não entendo, quando entendo não sei se gosto ou se não entendi mesmo, enfim.
E não é bem medo de ficar igual, mas só me esgotei de vez, mesmo, com a imbecilidade geral, acabei associando uma coisa a outra... qualidade do meu tempo, que eu passava em lugares interessantíssimos, aqui, na Betina e comecei a gastá-lo nas redes sociais. Acabei com o meu perfil lá, a sensação é a de ter acabado com os próprios imbecis, hehheh.
Bom que me sobra mais qualidade no tempo.
brigado.
bj.

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Cem palavras
são m inhas sim, e vc tem razão, foi exatamente o que senti, pareceia uma tarde de história em quadrinhos....ahhaha.
Bem, estou voltando, ou indo, mas caminhando, devagar, no meu ritmo, que às vezes me deixa louca. Mas estou melhor. Obrigada por sua percepção. Isso é coisa de gente com bom coração.

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Nádia
Vc, como essa bela otimista me diz essa coisa linda. Sim, já que meu coração anda mudo, devo considerar que ele tá falando comigo. Ai, que dica linda dessa mulher linda que vc é, por dentro e por fora.

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Roque
suas palavras muitas vezes me devolvem a esperança, sabe.....
e sim, eu sei que se estivéssemos assim, em alguma esquina do mundo, poderíamos ver muito juntos, silenciar, mas nunca calar.
Obrigada por vc estar sempre no meu caminho.

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Roberto, entonces, eu passo o mínimo no face, às vezes tenho que me controlar, pos denota fraqueza se interessar pelo que não presta.

Quer dizer, é como beber. Beber tem um limite senão acabo horas num papo imbecil com algum cretino.....ahahha
entendeu?

Querido, não se perca de mim vai, preciso de vc, de gente como vc, sua mãe, a Betina, que é outra que fica de fofoca no face. Enfim...que merda.

Sylvio de Alencar. disse...

Sem restrições a que coloque aqui suas fotos.
Elas são bonitas, pictóricas, coloridas; e algumas intensas.

Bjs.

PV: plati
Se o Blogguer falou, quem sou eu para contradizer: platina pra vc!

Lilian Tibery disse...

Adorei as cores, as luzes e poesia do olhar! Traida pela visão :fui para Andaluzia na maior intenção de desenhar. Fiquei tão encantada que não desenhei nada, bebi toda sangria da estação e voltei muito feliz!

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Sylvius
vc sempre consegue um modo de me agradar....obrigada querido

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Lilian
ah, eu sei disso. Quantas vezes levei meu caderninho e era uma luta desenhar....ficava com dor na consciência. Esperta vc, deixou -se invadir. Que lindo o que vc disse. Obrigada!

Sylvio de Alencar. disse...

As duas primeiras fotos, inclusive como foram 'trabalhadas'; um desbunde. Digna de uma profissional.
Através de algumas criações que a gente vê, aumentamos nossa percepção pessoal - agora posso, e tenho, através de você, uma possibilidade a mais de desenvolver enquadramentos e tratamentos em fotos minhas -,
e também nossa percepção das pessoas com quem convivemos. Se vc tira uma foto dessa, é por ter de onde buscar (e encontrar), esta inspiração. E isso, esse conhecimento que tenho de si, me aproxima de você - no minimo, tendo a admiração como justificativa.

Assim que, não 'procuro modos de lhe agradar'...; apenas expresso meus sentimentos por você, suas criações, e seu jeito de ser e sentir.

Agora, deita aqui no colo do tio pra vc levar umas palmadas!

:)

Fôfa.


voltar pro céu