.

.

domingo, 1 de abril de 2012

Domingo de Ramos

.
.
Eu já tinha um post preparado, quando recebi um Email da iluminada Bárbara Lima. Então mudei tudo e posto o que a querida amiga me mandou neste domingo.

Eu acho a semana santa muito forte ( um drama cósmico vivido nesta dimensão talvez ) Deveríamos aprender a dominar a mente, não a alheia, mas a nossa, se é que queremos ficar independentes dela. Faz-se indispensável aprender a olhar a mente como algo que devemos dominar, como algo que, digamos, precisamos amansar. Recordemos o divino Mestre Jesus entrando em Jerusalém no Domingo de Ramos, montado em seu burrinho. Esse burrico é a mente que temos de submeter. Temos de montar no burrinho e não permitir que ele monte em nós.

Mais fácil sermos vítimas da mente, posto que não sabemos montar no burrinho.
Porque este Melquisedeque, que era rei de Salém e sacerdote do Deus Altíssimo, e que saiu ao encontro de Abraão quando ele regressava da matança dos reis, e o abençoou; a quem Abraão deu o dízimo de tudo, e primeiramente é, por interpretação princípio de dias nem fim de vida, mas, sendo semelhante ao filho de Deus, permanece sacerdote para sempre. (Hebreus 7:1-3), rei de justiça e depois também é rei de Salém, que é rei de paz; sem pai, sem mãe, sem genealogia. 

Para os que moram na cidade de Petrópolis-RJ- o Cristo entalhado em pedra no altar do Mosteiro da Virgem, é uma representação deste Melquisedec. Desejo a todos , uma boa entrada em Jerusalém - esta cidade que nos questiona o tempo todo - sendo nós de que religião formos,ou de nenhuma - sendo o Templo hoje um muro - não importa não.

O templo de verdade tem cabeça, corpo e membros. E canta !

" Acalente minha alma no âmago de Abraaõ, oh ! toque a minha alma! Tão alto, não dá pra passar por cima. Tão baixo, não dá pra passar por baixo. Tão amplo, não dá pra passar pelo lado " _ Peter Yarrow.

Um deslocamento peregrino de quando se vai a si mesmo - esta é a proposta contida .


Agora, gentefina, esse burrinho era uma coisa heim.... está presente em todo lugar. Falou com José quando da sua perplexidade, levou Maria pra visitar Isabel, esquentou o menino Jesus na manjedoura, atravessou o deserto com a Sagrada Família, e serviu de trono pra Jesus na entrada triunfal em Jerusalém. Burro rodado viu....

3 comentários:

Anônimo disse...

1. burro rodado....
2- se a Amazona recebeu o mail, é porque eu sei que você sabe como direcioná-lo ( o burrinho) no seu tempo e espaço, e sou tão iluminada quanto um pisca-pisca, porque ainda me causa dor o mundo - isso quando o burrinho me leva.
_ de coração e alma, você me honra - e não é com o ego que sinto isso.
Sinto no coração, que hoje está com você entrando em Jerusalém e saudando um sujeito também muito rodado mas que sabe exatamente em que coração descansar .
Descansa no seu e no de Daniel a quem também envio um afeto de uma tia que ele nem sabe que existe - se permite assim escrever.
Sua atitude equivale a uma atitude de irmã - assim recebo.
Beijocas mil./ Barbara.

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Querida irmã espiritual, carnal e o escambau Bárbara.....

Tenho vc perto de mim nas minhas células, pq já notamos que somos feitas da mesma matéria indelével de certas almas. Por tudo, de agora, do passado e do futuro.....te agradeço.

Patrícia Gonçalves disse...

Menina, quanto tempo!!!! Te achei por ai nesses caminhos internetianos e vim te ver!
Adorei o burrinho, do deslocamento peregrino a si mesmo, do escambau e suas células!!!

beijos querida


voltar pro céu