.

.

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Lamentinho

Parece que o tempo passa tão rápido
Parece que os dias
Não são mais suficientes pra conter a vida

Desaparece, a vida,
Desaparece

Sem pressa de ser cruel
O nada escuta minhas preces


fotos: WalkyriaSuleiman - luzes

7 comentários:

Helcio Maia disse...

Este espaço é muito singular: os sininhos, as fotos, o aroma de alguma coisa que não sei o que é (mas é bom).
O nada escuta as tuas preces...mas não te apresses!

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Helcio,
sem querer te bajular, é gentefina como vc que faz do meu blog um lugar gostoso, sério. As energias que vcs trazem, o carinho na palavra, no elogio ou na compreensão, é parte fundamental.
Ainda mais quando vc vem..... nossa, o meu mais profundo tradutor!

Noé disse...

Preces, sem pressa....

Roque Soto disse...

O nosso é passar fazendo caminhos, caminhos sobre o mar.

Pregherò
Per te
Che hai la notte nel cuor
Crederai
Io lo so perché
Tu la fede non hai
Ma se tu lo vorrai
Crederai
Non devi odiare il sole
Perché tu non puoi vederlo,
Ma c'è
Ore splende su di noi
Su di noi
Dal castello del silenzio
Egli vede anche te
E già sento
Che anche tu lo vedrai


Un abrazo

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Roque
tudo que vem de você para mim, é um presente que completa minha vida. Obrigada!

Jéssyca Carvalho disse...

Parece que o tempo passa e, com ele, passa a nossa vida. O que fica, talvez, seja a poesia, que é suavemente recheada de eternidade. É o legado que temos deixado...

Adoro seu blog, querida!
Sempre que passo por aqui, me sinto muito bem. ;)

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Jéssyca...
que bonito o que vc disse....
quem dera seja verdade mesmo!
grande beijo minha querida


voltar pro céu