.

.

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Só para os íntimos, por favor, tenha vergonha na cara





Um comentário:

Francisco Coimbra disse...

Sinto-me na obrigação de comentar, para dizer que o ano mudou e o tempo voltou: Ano Novo… Movo-me da leitura para a escrita, a ideia soa-me como uma coisa bonita. Estranha-se e entranha-se, bonita é palavra esquisita mas serve como verve, ferve… Um ano bonito, motivo hilário, toda a vida seguindo, por conseguinte… todos os votos se realizem concretizando o trabalho de os ter na sua realização de ser. Tudo + alguma coisa, cada coisa e tudo. Está-me a faltar qualquer coisa, o que será? Sei lá… beijinhos***


voltar pro céu