.

.

sábado, 7 de março de 2015

Por Bárbara Novaes, a nossa Barbarella, o Dia da Mulher

 Bárbara Novaes é grande amiga e companheira de viagem nessa TERRA de Deus Dará. Por muito tempo formamos um time imbatível. Ela a Eleonora Marinho Duarte e a Gerana Damulakis. Nossos blogs se intercomunicavam e nossa amizade florescia na mais completa virtualidade e leveza.

Foi então que o facebook, essa praga maligna acabou com os blogs. 

 Aposto que se houvesse a tecla CURTIR nos blogs, onde você nem lê nada e vai curtindo feito lixo em enchorrada, as pessoas não teriam abandonado os blogs. 

É, mas phoda-se, eu não abandonei, nem meus leitores. Ou melhor, um leitor ou outro. 
Tá bão gentefina. 

Mas então, quando em vez, a Bárbara desembesta a escrever como ela escrevia no blog dela. E é tão bom...... ai, ai.

Vejam se ela não é mesmo a nossa Barbarella.
__________________________________________

 
"Criei um filho que não é machista e criei uma filha independente desde jovenzinha portanto, sinto-me à vontade para deixar isto aqui, dedicando a todas as amigas , especialmente a pessoas cuja transparência eu admiro muito , que são: Mary Almeida, Tania Helena Beer, Nua Estrela, Olenir Araujo, Cris de Souza, Walkyria Suleiman, Eleonora Marino Duarte, Gisela Melloso Cristian Medina

Não gosto disso de o “Dia da Mulher” ter sido inspirado numa confusão.

Votamos, trabalhamos, estudamos e tudo o mais, tudo isso é ótimo e saudável para a sociedade.

Mas eu já gostava de ser mulher antes de ir prá a escola, antes de votar, antes de trabalhar.

Nada de asa de borboleta mas também nada de dupla jornada – que fraude de libertação!

Mulheres confusas homens confusos. Fico pensando nas coisas , observando.

Homens e mulheres libertaram-se de antiga escravidão e ganharam uma nova. Uma repaginada e pronto ! Tudo aceito , mais a opressão dos conceitos de beleza, juventude, e a formosura do lado de fora.

Deixa eu parar com tudo porque se as mulheres russas se rebelaram contra a má qualidade de vida , lá em 1917, agora em 2015 , certamente a qualidade de vida continua abaixo da pensada lá atrás.

Aos 4 de idade eu pedia a minha mãe que fizesse prá mim “ vestidinhos que voam” – sim, eram vestidinhos de tecido leve – e ao mesmo tempo penso numa mulher intensa que ao nascer sua filha, o que mais desejou é que a filha fosse “ leve” sim, estou falando de Elis Regina.
Então, me parabenize porque eu continuo gostando de vestidos que voam, mesmo odiando “Sexy and the City” .

Ou porque eu invejava a Glória porque era amada pelo Bolinha.
Ou porque eu ficava carinhando as mínimas pétalas do jasmim que havia em casa.
Ou porque destruí as flores de papel de um cenário de teatro infantil porque trocaram minha personagem .

A mulher vivencia sua dor e seu amor de modo fascinantemente incoerente e ao mesmo tempo - mas vivencia .

Não, não escolho amar muito, escolho amar como amam as mulheres que escolheram não serem rotuladas de nada , nem de heroínas nem de coisa alguma. Nem pensar.
Assisto a mulheres amigas estirando fibras também e reconheço isso não pelo bem do mundo moderno mas pelo talento que é – este sim – da formosura interna a se expandir até ...não se pareça mais formosura , até que pareça um berro dentro de uma flor afunilada. 

Penso na trombeta, aquela flor cujo chá traz alucinação, é, porque prá seguir, todo dia a gente tem que alucinar – ou esquecer né não ¿

O berro , cujo som tanto pode parecer um lamento de García Lorca quanto um poema infantil da Cecília – aí depende.

Sempre depende – eis a questão."

6 comentários:

Eleonora Marino Duarte disse...

pois é meu amor
somos um time imbatível e até hoje não tem PV que nos consiga desativar :P
sim, a Bararella escreveu esse texto e foi mesmo como no tempo do "Lesados". gosto do que ela escreve e gosto de nós três, sempre e sempre e pelos séculos e séculos, amém <3

PS Gerana, esteja onde estiver, um beijo no seu coração!

te amo.

Barbara disse...

geograficamente temos conseguido fiar na mesma roca, fios diferentes em cor e textura - ou não . Fia-se o fio natural primeiro e por isto sinto-me aqui reverenciando o amor entre nós que ultrapassa - sendo que de essencial valor é.
Agradeço e estamos, continuamos juntas aqui e nas letras e nos intervalos entre as palavras - que os deuses nos gostem

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Eleonora, nossa pra sempre ßß, verdade, não há PV que encare nossas vidas tragi-cômicas.
Vc sempre nos lembrando das nossas peripécias, nessa Confraria, Grupo, Seita? que criamos.
Acho que nem tem nome isso, nem aqui nem em outras vidas e portais do tempo.
Vc é a memória da gente. Uma espécie de Moisés. Então querida, por favor, nos conduza à Terra Prometida, em vão, nos desvãos dessa Tera Perdida.

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Bárbara, Barbarella, essencial valor nosso amor, que geograficamente nos separa, com Oceanos e Serras, e Montanhas....

Mas, como o único espaço que vale a pena viajar, é o espaço interior, nele navegamos, amazonamos, corremos, descansamos, celebramos em fogueiras noturnas e em sóis do meio-dia.
Lá, no nosso lugar.

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Gerana, espero que vc continue magra, bonita e culta, sem muitos olho gordo na sua vida.
Ou melhor, sem que vc se incomode com isso.
Por que, como minha avó dizia, "praga de urubu, cai no mesmo cu"

sherlina halim disse...

Pengen yang lebih seru ...
Ayo kunjungi www.asianbet77.com
Buktikan sendiri ..

Real Play = Real Money

- Bonus Promo Red Card pertandingan manapun .
- Bonus Mixparlay .
- Bonus Tangkasnet setiap hari .
- New Produk Sabung Ayam ( minimal bet sangat ringan ) .
- Referal 5 + 1 % ( seumur hidup ) .
- Cash Back up to 10 % .
- Bonus Royalty Rewards setiap bulan .

Untuk Informasi lebih jelasnya silahkan hubungi CS kami :
- YM : op1_asianbet77@yahoo.com
- EMAIL : melasian77cs@gmail.com
- WHATSAPP : +63 905 213 7234
- WECHAT : asianbet_77
- SMS CENTER : +63 905 209 8162
- PIN BB : 2B4BB06A / 28339A41

Salam Admin ,
asianbet77.com

Download Disini


voltar pro céu